.........

RURAL NOTÍCIASNOTÍCIAS – CRISE – Discussões sobre Plano Safra e Funrural empacam após denúncia contra Temer

.........

Fonte:Arnaldo Alves/ ANPr

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) deve antecipar a reunião semanal que realiza toda terça-feira para a próxima segunda, onde deve decidir se retira o apoio ao governo

Os corredores da Câmara dos Deputados amanheceram vazios nesta quinta-feira, dia 18, e a audiência pública que iria discutir o Plano Safra na Comissão de Agricultura da Casa foi cancelada. O parlamentar que pediu a realização do encontro, deputado Zé Silva (SD-MG), explica que após as denúncias contra o presidente Michel Temer não havia clima para nenhuma discussão.

“Eu achei melhor suspender essa audiência pública para que o futuro da agricultura brasileira fosse tratado em um momento de mais serenidade. Essas notícias abalaram muito a população brasileira e há uma expectativa muito grande e, com certeza, as atenções, as pessoas que iriam participar, as lideranças, não estariam tranquilas pra debater esse tema tão importante”, falou o parlamentar.

As negociações entre a bancada ruralista e o governo federal sobre uma nova alíquota e refinanciamento do Funrural também ficaram travadas depois das denúncias contra Temer. A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) deve antecipar a reunião semanal que realiza toda terça-feira para a próxima segunda, onde deve decidir se retira o apoio ao governo.

“O Brasil parou e não vai acontecer nada até segunda ou terça. Vou tentar convocar pra segunda todo mundo para a FPA poder discutir sobre essas. Cada deputado, com, certeza, está discutindo isso em seus partidos. Comprovando a questão do Temer, é claro que nós também vamos pedir que ele se afaste, renuncie, porque não terá nenhum clima pra continuar fazendo as reformas”, comentou o presidente da FPA, deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT).

Para a senadora Ana Amélia (PP-RS), a renúncia seria uma solução mais rápida para resolver essa crise. “É uma decisão que cabe, exclusivamente, ao Presidente da República, mas eu repito: a denúncia é bastante grave e as provas consistentes, provas obtidas com autorização da Justiça e isso não pode ser negado.”

Apesar de toda a crise instalada em Brasília, alguns parlamentares da bancada ruralista acreditam que Michel Temer ainda tem força para continuar no governo. “O presidente tem dado sinais muito fortes em favor da bancada ruralista e ao agronegócio brasileiro. Eu não vejo nenhuma possibilidade, neste momento, da bancada ruralista retirar o apoio ao governo, muito pelo contrário, o Brasil tem que continuar”, falou o deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR)

  • Manaíra Lacerda | Brasília
  • Fonte :Canal Rural