RURAL NOTÍCIASFEIRAS E EVENTOS – INSUMOS E MÁQUINAS – MT: Show Safra quer movimentar mais de R$ 1 bilhão

Fonte:Divulgação

Aberta nesta terça, dia 20, feira em Lucas do Rio Verde apresenta novidades tecnológicas para o produtor mato-grossense

Nesta terça-feira, dia 20, começou o Show Safra BR-163. Até sexta-feira, Lucas do Rio Verde se transforma na vitrine tecnológica de Mato Grosso. A expectativa é que o evento movimente mais de R$ 1 bilhão em negócios, superando em até 20% o volume registrado em 2017.

Entre as novidades desta edição está o lançamento de uma cultivar para o refúgio em lavouras de algodão, importante para evitar que as pragas criem resistência às biotecnologias do campo.

O supervisor de mercado da TMG, Renan Guilherme dos Santos, mostra os benefícios da tecnologia: “Você mantendo estas tecnologias por mais tempo no mercado, consequentemente tem, por mais tempo, a possibilidade de extrair mais a produtividade das cultivares, isolando fatores como o ataque de pragas, assim como o ataque de doenças”.

A Embrapa veio divulgar um novo arroz de sequeiro indicado para o Centro-Oeste e Norte do país. Ele não é transgênico, mas tem resistência a um tipo de herbicida.

“Além da rotação de cultura, você faz uma rotação de herbicida. Hoje grande parte da produção é de soja resistente ao glifosato. E aqui você teria um outro herbicida, de um outro grupo, um outro princípio ativo e mecanismo de ação”, afirma Bernardo Mendes dos Santos, analista da Embrapa.

E, como em toda boa feira, são feitos vários lançamentos durante o Show Safra. Por ser uma região forte na produção de grãos e de proteína animal, tem novidade por aqui voltada para a criação de gado, que também ajuda no cultivo da soja.

A combinação de feijão caupi com braquiária é indicada para áreas de cerrado. “Colheu-se soja, eu já entro semeando minha pastagem, consorciado com minha leguminosa. No caso aqui o feijão caupi. O gado vai entrar pastejando no meio do ano. Enquanto as outras pastagens vão estar secas, esse pasto aqui ainda vai estar verde. E rico em proteína da leguminosa. Após a saída do animal lá pra agosto, eu vou ter o restinho de palha que é pro meu plantio direto. Então, beneficia todo o sistema”, diz Bruno Souza Lemos, analista da Embrapa.

Na programação do Show Safra ainda tem uma série de palestras com especialistas de diversas áreas. A pecuária foi um dos destaques do primeiro dia de feira.

“No estado de Mato Grosso, mais de 15% dos animais são abatidos com menos de 24 meses de idade. Hoje, Mato Grosso tem o maior peso médio de carcaça do Brasil. Graças ao uso de tecnologia. E esta região de Lucas do Rio Verde é onde se usa muita tecnologia. Então, nada melhor do que mostrar para esses produtores o resultado prático do uso destas ferramentas”, afirma o diretor-executivo da Acrimat, Luciano Vacari.

“O Show Safra este ano está focado um pouco mais na abertura de cadeias produtivas, entrando um pouco mais no setor de suínos e aves; na cadeia do milho, como os farelos, o DDG, o etanol e plásticos biodegradáveis que nós vamos lançar aqui também. Enfim, a gente está bem atento ao futuro, não é só mostrar o que tem de novidade”, diz Marino Franz, presidente da Fundação Rio Verde.

  • Roberta Silveira
  • Fonte : Canal Rural