.........

RURAL NOTÍCIASCANANOTÍCIAS – SAFRA – Produtores de cana acreditam em preço melhor em MG

.........

Fonte:Canal Rural

A produção de açúcar no estado vai ser maior nesta safra e deve superar a marca de quatro milhões de toneladas

A produção de açúcar em Minas Gerais deve crescer mais de 20% na safra atual e a expectativa dos agricultores do estado é que os preços sejam melhores nesta temporada. Para o produtor rural Marcos Brunozzi, de Campo Florido, no Triângulo Mineiro, a expectativa é de um acréscimo de 10% na produtividade das lavouras que cobrem uma área de cinco mil hectares.

“Nós esperamos aqui algo em torno de 91 a 92 toneladas por hectare. Açúcar está em torno de 138 quilos, sendo que no ano passado a média foi de 136.6 quilos de açúcar. Então, nossos indicadores para este ano já se apresentam melhores do que o ano passado”, contou o produtor rural.
Em Minas, a produção de açúcar vai ser maior nesta safra e deve superar a marca de quatro milhões de toneladas. O triângulo mineiro é o principal produtor de cana-de-açúcar no estado e Campo Florido se destaca na região. “Nossa estimativa é manter, no mínimo, os 136 quilos de ATR – Açúcar Total Recuperável – por tonelada da safra passada, com uma expectativa de ter um acréscimo, mas isso vai depender muito das chuvas de outubro para frente”, salientou o gerente agrícola dos Fornecedores de Cana da Região de Campo Florido, Rodrigo Piau.

Apesar do bom início de safra, a Associação das Indústrias Sucroenegéticas de Minas Gerais (Siamig), estima que a produção de cana no estado vai ser 4% menor na safra 2017/2018. Ao todo são estimados 61 milhões de toneladas e um dos motivos que explicam a queda na produção é o aumento na área de renovação de canaviais, que cresceu 24% nesta temporada.

As 34 usinas no estado já iniciaram a safra. O mix de produção previsto é de 52% para açúcar e 48% para etanol e, com isso, a expectativa é que a fabricação de açúcar cresça 4% nesta temporada, totalizando 4,1 milhão de toneladas.

Açúcar e etanol

Em uma das usinas da proximidade de Uberlândia, por exemplo, a fabricação de açúcar deverá crescer 21% nesta safra. A expectativa é produzir 266 mil toneladas. As vendas antecipadas do produto vão garantir uma média de preços 10% maior em relação ao ano passado.

“O preço do açúcar teve uma queda significativa no mercado spot, porém, desde o ano passado até o início dessa safra ele estava em patamares de remuneração bastante adequados. Em função disso e das estratégias de planejamento que foram feitas de forma antecipada, ainda colocam o açúcar em condição favorável para essa safra”, comentou Jeferson Degaspari, diretor administrativo da Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA).

Já a produção de etanol é estimada em 2,3 bilhões de litros, volume 12% menor em relação ao ciclo anterior. “As remunerações do etanol, muito por conta do aumento das importações, colocam o mercado em patamar de preço menos remuneratório. Então, é natural que as usinas que tenham capacidade de virar sua produção para açúcar façam isso”, completou Jeferson.
Para os agricultores, a rentabilidade deve ser maior este ano. Na região de Campo Florido, o preço médio pago pela tonelada de cana neste início de safra é de R$ 95, valor 7% maior em relação a 2016. “A gente percebe que com essa melhora na remuneração do produtor rural, eles estão investindo mais nas lavouras e isso é bom para o setor”, falou Rodrigo Piau.

  • Henrique Bighetti | Uberlândia (MG)
  • Fonte :Canal Rural