.........

RURAL NOTÍCIASAGRICULTURANOTÍCIAS – VERBA – Setor vai escolher entre juros menores para o Plano Safra e recursos do seguro rural

.........

Fonte:Divulgação

Expectativa é que governo federal dobre o volume de recursos para o seguro em 2018, chegando a R$ 800 milhões

A possível redução de juros no Plano Safra pode colocar em risco recursos do seguro rural no ano que vem. O governo federal deve realocar, ainda neste semestre, mais R$ 20 milhões do seguro rural que seriam aplicados a partir de julho.

Somente em 2017, o Ministério da Agricultura (Mapa) já disponibilizou R$ 400 milhões e tinha autorizado apenas R$ 90 milhões para culturas de inverno, mas o valor foi insuficiente e produtores de trigo da região Sul do país ficaram sem cobertura. O assunto foi discutido, nesta quarta-feira, dia 26, na reunião de uma comissão que trata do seguro rural, formada pelos setores público e privado.

“Os produtores tiveram acesso ao seguro para milho safrinha, mas para trigo realmente faltou. No ano passado o governo tinha colocado R$ 123 milhões no primeiro semestre e, neste ano, ele preferiu colocar menos recursos e a gente verificou que essa política acabou prejudicando, principalmente, os produtores de trigo”, analisou o vice-presidente da Comissão de Cereais, Fibras e Oleaginosas da Confederação de Agricultura e Pecuária (CNA), Pedro Loyola.

“O Mapa fez uma realocação por cultura separando inverno e verão e houve uma procura um pouco maior do agricultor que está tendo essa demanda. Evidente que os R$ 400 milhões podem não ser suficientes pra atender toda a demanda do agricultor e na, divisão, talvez, houve um cuidado um pouco maior nessa realocação”, disse o presidente da comissão de Seguro Rural da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Wady Cury.

O diretor do departamento de Gestão de Risco Rural do Ministério da Agricultura, Vitor Ozakim afirma que a proposta pode ser atendida, mas alerta que a medida pode prejudicar a cobertura da safra de verão. “O nosso orçamento, em princípio, independente do contingenciamento que o ministério sofreu, então, obviamente, que se tiver  mais recurso para o grupo de inverno, a gente vai ter que tirar um pouco mais de recurso de outros grupos.”

O setor produtivo espera que o governo federal dobre o volume de recursos para o Seguro Rural em 2018. A ideia é que o valor chegue a R$ 800 milhões, mas o montante pode estar em risco, justamente porque o Ministério da Agricultura cogita reduzir em cerca de dois pontos percentuais os juros nos programas de investimento do próximo Plano Safra e o dinheiro a ser aplicado na equalização das taxas é o mesmo que seria destinado ao seguro.

“O governo tem mostrado que vai colocar esse dinheiro e ele também tem colocado na balança a questão dos juros do crédito rural. Ele vai economizar um pouco no crédito rural e, se os juros não reduzirem muito, ele consegue alocar esse recurso para o seguro rural”, disse Loyola.

O representante do Ministério da Agricultura não confirma os R$ 800 milhões, mas explica que a pasta está tentando chegar a um meio termo que não prejudique nem o Plano Safra, nem o seguro.

  • Manaíra Lacerda | Brasília
  • Fonte : Canal Rural