RURAL NOTÍCIASAGRICULTURANOTÍCIAS – FALTA POUCO – Com 20 milhões de hectares faltando, prazo para o CAR termina dia 31

Fonte:Fábio Santos/Canal Rural

 

Todos os produtores rurais devem fazer o Cadastro Ambiental Rural, sob o risco de perder o acesso a programas do governo

O prazo para o produtor fazer o Cadastro Ambiental rural termina no fim do ano e o setor produtivo corre contra o tempo para conseguir prorrogar a janela de inscrição. Isso porque faltam mais de 20 milhões de hectares e as regiões mais atrasadas são áreas conhecidas pelo grande número de agricultores familiares.

De acordo com o Serviço Florestal Brasileiro (SRB), 4,5  milhões de imóveis rurais já foram inscritos e,até novembro, foram computados mais de 420 milhões de hectares inscritos. “Pelos dados do serviço, já estamos acima do que foi pedido. O planejado era de 397 milhões de hectares de terra e já temos 420 milhões, o que aponta sobreposição, ou seja, que tem gente fazendo cadastro ambiental em uma área sobre a outra”, disse o secretário de Meio Ambiente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Rosmari Malheiros.

A maior parte das inscrições é formada por médios e grandes produtores, mas regiões como Centro-Oeste, Sul e, principalmente o Nordeste, concentram um grande número de agricultores familiares, faltando milhões de hectares para serem cadastrados no sistema.

“Se a gente for observar, tem 82% do Nordeste que já foi cadastrado, mas se você for pegar em números de hectares faltam somente na região, 14 milhões de hectares para serem cadastradas. Na região Centro-Oeste, estão faltando mais de 6 milhões de hectares e, na região Sul, mais de 1 milhão de hectares. Só aí, temos mais de 20 milhões de hectares que faltam ser cadastrados”, falou o assessor técnico da Comissão do Meio Ambiente da CNA, João Carlos de Carli.

“Quem ainda não fez são justamente os pequenos agricultores familiares que estão lá nas áreas mais longínquas, que não têm acesso ao aparelhamento ou técnico para ir fazer o cadastro. Essas pessoas estão sendo prejudicadas, pois são agricultores familiares sem muito dinheiro”, disse, Malheiros.

O governo, no entanto,  afirma que ofereceu capacitação ao sistema do CAR para mais de 20 mil de técnicos, inclusive para o Nordeste. “O acesso nessas regiões, em que diversas políticas públicas não costumam chegar por causa da logística, o Serviço Florestal Brasileiro lançou, em parceria com a Caixa Econômica Federal, lançou em 2015 e contratou as instituições para cadastramento de 2015 e 2017 de 52 mil famílias na região do semi-árido nordestino”, disse a gerente de Cadastro do Serviço Florestal Brasileiro, Janaína Rocha.

O CAR deve ser feito até o dia 31 de dezembro e o SRB lembra que, assim como o Imposto de Renda, pode ser retificado em caso de erro. No caso do CAR, essa opção ocorre desde que seja feita dentro do prazo estabelecido pela lei.

O setor produtivo não acreditar que vai ser possível cadastrar os mais de 20 milhões de hectares que faltam até o final de dezembro, mas o Serviço Florestal Brasileiro está confiante. “A gente tem expectativa de que é possível cumprir o prazo. Hoje, a gente tem uma base bastante povoada do Cadastro Ambiental Rural no país que está servindo de instrumento para diversas políticas públicas”, completou Janaína

Todos os produtores rurais devem fazer o Cadastro Ambiental Rural, sob o risco de perder o acesso a programas do governo. “Se você não fizer o CAR, vai deixar de ter vários benefícios que a lei dá, como ter acesso ao crédito para trabalhar em cima da sua propriedade rural”, finalizou Carli.

  • Camila Xavier | Brasília (DF)
  • Fonte : Canal Rural