Rússia veta frigoríficos brasileiros

A Rússia comunicou ao Mapa a interrupção da compra de carne de dez frigoríficos brasileiros, dos quais nove processam carne bovina e um suína, o Plamplona, de Santa Catarina. Na área de bovinos, foram embargadas seis unidades do JBS em Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Andradina (SP), Barretos (SP), Ituiutaba (MG) e Marabá (PA). A interrupção de compra atingiu ainda duas plantas do Minerva em Araguaína (TO) e Barretos (SP) e uma do Marfrig em Bataguassu (MS). Em nota, o Mapa confirma que recebeu comunicado sobre o embargo temporário das dez plantas pelo Serviço Federal de Fiscalização Veterinária da Rússia.

Segundo o diretor-executivo da Abiec, Fernando Sampaio, o relatório da Rússia, fruto da missão que esteve no Brasil entre 30 de junho e 14 de junho, apontou que o principal motivo do bloqueio é a presença de ractopamina nas carnes.

O RS receberá missão russa em outubro. O setor espera a liberação de duas plantas de suínos do Aliben, em Santo Ângelo e Santa Rosa, e uma terceira da Cotrijuí, em São Luiz Gonzaga. De acordo com o diretor-executivo do Sips, Rogério Kerber, essas são as únicas unidades no país que atendem aos requisitos exigidos pela Rússia: a retirada da ractopamina da produção e a rastreabilidade.

Fonte: Correio do Povo