.........

Rússia pode reduzir compra de carne bovina em até 20%, diz CEO

.........

A severa crise que atinge a Rússia após as sanções econômicas de Estados Unidos, União Europeia, Austrália e Canadá, pode reduzir as importações totais de carne bovina do país em até 20%, reconheceu ontem o CEO da Minerva Foods, Fernando Galletti de Queiroz, em evento com analistas e investidores.

Apesar disso, ele assegurou que os russos não deixarão de comprar a carne bovina brasileira, ainda que a Rússia deva perder posições no ranking dos maiores clientes do Brasil. Em novembro, pressionadas pela crise russa, as exportações brasileiras ao país caíram quase 60% ante outubro. "Nossa opinião é que vai haver uma pequena redução no consumo total da Rússia", disse.

Galletti ponderou que, se essa hipótese se confirmar, o impacto será limitado, pois 10% de todas as compras de carne bovina dos russos vinham de países como EUA e Austrália, mercados embargados por Moscou em agosto como retaliação às sanções que lhe foram impostas. "Se houver 10% de redução, você tem um impacto nulo para a América do Sul. Mas pode ser uma retração até maior. Pode ser de 20%, mas a gente não deve ver mais do que isso", previu.

Hoje, a Minerva Foods representa cerca de 25% das importações totais de carne bovina da Rússia. Antes do embargo que Moscou impôs a União Europeia, EUA e Austrália, o Brasil respondia por 60% das compras de carne bovina dos russos, e a América do Sul por 91%.

No mesmo encontro, o gerente-executivo de inteligência de mercado da empresa, Leonardo Alencar, admitiu que a oferta de bois prontos para o abate no país será menor em 2015. Embora esse cenário possa pressionar as margens da empresa – o preço do boi já está em nível recorde -, Alencar acredita que os ganhos de produtividade podem "compensar" a menor oferta.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3810252/russia-pode-reduzir-compra-de-carne-bovina-em-ate-20-diz-ceo#ixzz3LUz8BVTG

Fonte: Valor | Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo