.........

RS abre ataque à lagarta-do-cartucho

.........

O Estado abriu ontem uma ofensiva contra as lagartas. Desenvolvida em parceria entre a Embrapa Milho e Sorgo e a Emater, a campanha de Controle Biológico de Lagartas do Milho contempla duas fases: uma foca na identificação da ameaça e a seguinte de controle.

Em meados de agosto, serão espalhadas armadilhas de detecção da lagarta-do-cartucho. Em seguida, explica o diretor-técnico da Emater, Gervásio Paulus, o produtor poderá solicitar o cartucho com as vespas que se alimentam dos ovos deixados pelas mariposas dentro das folhas que envolvem as espigas de milho. ‘Importante acrescentar que essas vespas são eficazes também no combate aos ovos da Helicoverpa armigera, que devastou lavouras de milho, soja e algodão do Centro e Nordeste do país’, ressaltou. ‘Por enquanto, não identificamos ela aqui. Mas se ela aparecer – e temos certeza de que é só uma questão de tempo para isso acontecer – estaremos preparados’, finalizou. Cada cartucho custará, em média, R$ 25,00. O pesquisador na área de manejo e controle de pragas da Embrapa, Ivan Cruz, explica que vespas de apenas um cartucho podem ser suficientes para combater os ovos de lagarta existentes em um hectare de milho. ‘A ausência de agrotóxico atrairá outros insetos, o que resulta na formação de um exército de amigos do produtor.’

Fonte: Correio do Povo