.........

RITMO MENOR | Estoques explicam a queda

.........

O crescimento do nível de estoques nas indústrias brasileiras explica a queda mais forte do ritmo da indústria em maio, segundo o economista André Macedo, do IBGE:
– O aumento dos estoques é o componente novo que pode explicar a intensidade da retração em maio.
Macedo avalia que o fato de a queda ter sido generalizada entre as categorias também aponta nessa direção. Para o especialista, a indústria apresenta comportamento mais volátil.
No Estado, a Federação das Indústrias (Fiergs) também constatou forte acúmulo de estoques de produtos finais. A Sondagem Industrial divulgada ontem indica que as vendas frustraram as expectativas dos empresários. A situação atingiu 32,3% das indústrias pesquisadas, um percentual bem acima do registrado em abril: 17,3%.

Fonte: Zero Hora