.........

Reforço

.........

O reforço de recursos do Plano Safra gaúcho ao montante já disponibilizado pelo governo federal deve ser comemorado pelos agricultores. Os recursos do Piratini podem cobrir lacunas deixadas pelo plano de Brasília. Destaque para a liberação de crédito para investimentos em irrigação. A agricultura gaúcha tem enfrentado estiagens mais ou menos severas à razão de sete safras por década. Não é mais possível praticar uma agricultura profissional no Estado sob um regime de chuva onde a seca é a regra, não a exceção.
Todo mundo sabe que é preciso irrigar – mas falta dinheiro para perfurar poços, construir açudes, barragens, cisternas e adquirir equipamentos de irrigação. Esses R$ 100 milhões do BNDES certamente não resolverão o problema da seca – o Estado tem mais de 400 mil propriedades rurais que precisam de água – mas representam um avanço importante em relação ao que foi feito até agora.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho