.........

RÉDEA SOLTA

.........

 

  • Investimento para diminuir filas

    Depois de anos com longas filas de caminhões durante o escoamento da safra no porto de Rio Grande, o complexo Termasa-Tergrasa investiu na instalação de mais três tombadores. O foco é a soja que, neste ano, terá pico entre abril e junho.
    – Será uma safra curta, devido à seca, mas a previsão é de que seja intensa – explica Guillermo Dawson, diretor do terminal.

  • Vistoria reforçada

    A Emater montou esta semana uma força-tarefa para vistoriar lavouras cobertas pelo seguro agrícola e que foram devastadas pela seca. Ao todo, 83 profissionais de Caxias do Sul, Bagé, Estrela, Pelotas, Porto Alegre e Santa Maria começaram os trabalhos nas regiões norte e noroeste, as mais atingidas. De acordo com a gerência técnica estadual, até agora foram 25 mil pedidos de Proagro – sendo 10 mil para soja e 15 mil para o milho. O número ainda está muito longe das 75 mil solicitações recebidas na seca de 2005, considerada a maior da década.

  • PIB agrícola encolhe

    Estimativa da Federação das Indústrias do Estado aponta que a perda do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio pode chegar a R$ 6 bilhões, ou cerca de 9,5% do que foi gerado ano passado. As indústrias de máquinas e equipamentos agrícolas registraram em janeiro queda 9%, e a de alimentos, de 7% em relação a dezembro.

  • Festa no Melhores

    Estão abertas as inscrições para o Prêmio Gerdau Melhores da Terra, o maior do setor de máquinas e equipamentos agrícolas da América do Sul. No ano da 30ª edição, o prêmio se dividiu em agricultura familiar e agricultura de escala. Inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.melhoresdaterra.com.br ou pelo correio.

  • Fonte: Zero Hora