.........

R$ 1,4 bilhão em crédito para a agricultura familiar baiana

.........

Foto: Albino Oliveira/MDA

O Governo Federal vai destinar R$ 1,4 bilhão em crédito rural, com juros abaixo da inflação, para a agricultura familiar baiana na safra 2015/2016. O anúncio foi feito, nesta quinta-feira (13), pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, em Salvador. O valor é 55% maior do que o contratado na safra passada (R$ 900 milhões).

Os valores projetados para os estados são definidos de acordo com a série histórica de contratação de cada unidade federativa – volume total contratado por safra.

O recurso consta no Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 que oferece R$ 28,9 bilhões para agricultores familiares de todo o país. É o maior volume da história. “Em 2003, o recurso aplicado foi de R$ 2 bilhões, e hoje, chegamos a esse montante”, disse Patrus, que também ressaltou outros avanços dos últimos anos, como a ampliação do acesso à luz, água, saúde, educação superior e moradia no meio rural.

“Agora, nós temos desafios. Vamos avançar com a reforma agrária, vamos fazer da agricultura familiar espaços de vida. Mas vamos ter consciência do que já realizamos: se já realizamos tudo o que está aí, temos força, capacidade e competência para, juntos, enfrentarmos novos desafios e continuarmos avançando rumo àquela pátria justa, solidária, fraterna, que nós merecemos. E, sobretudo merecem os nossos filhos, nossos netos e as gerações futuras”, disse o ministro.

Patrus defendeu a importância de parcerias com os governos estaduais e municipais, parlamentares, movimentos sociais e universidades para a realização desses desafios.

Novidades

A apresentação geral do Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 foi feita pelo secretário da Agricultura Familiar, Onaur Ruano. Entre as novidades, o novo Seguro da agricultura Familiar (Seaf) – que além do financiamento vai cobrir até 80% da receita esperada e a ampliação do mercado de compras institucionais, por meio da compra de 30% de alimentos da agricultura familiar pela administração federal. 

O coordenador da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf/BA), Rosival Leite da Silva, comentou a ampliação do acesso ao PAA. “Me alegrou muito saber que as oportunidades para comercialização pelos mercados institucionais são crescentes para os agricultores familiares”.

A agricultora familiar, do município de Paramirim, Adeylza Andrade Souza, 39 anos, viajou 700 quilômetros para participar do evento. “A política para a agricultura familiar é importante, porque nos permite acessar um crédito com condições de pagar. Assim, temos chances de produzir e comercializar os nossos produtos”, contou. Ela produz cachaça e rapadura com a família.

Mais investimentos

Na cerimônia, foi assinado um convênio, de R$ 64 milhões, entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e o Governo da Bahia para levar melhorias aos assentamentos da reforma agrária, com abastecimento de água e investimentos em estradas (acessos).

A agricultora familiar Simone Nascimento recebeu a escritura de uma área adquirida pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário, que vai beneficiar 35 famílias.

E não para por aí. A agricultora familiar Elenita Maria Souza Silva recebeu o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf), representando a Cooperativa de Produção e Comercialização da Agricultura Familiar do Sudoeste da Bahia (Cooproaf).

Ainda, no evento, foi entregue a cédula de produtor rural para a Cooperativa dos Apicultores de Ribeira do Pombal, para acessar o Modulo Formação do Estoque do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O governo do estado também apresentou as ações para a agricultura da Bahia. “Nós não tempos outra opção a não ser investir decisivamente na agricultura familiar. A agricultura familiar promove um círculo virtuoso, que aquece a economia dos municípios”, analisou o governador Rui Costa.

Ações Plano Safra na Bahia

  • Garantia-Safra para 345 mil agricultores familiares
  • R$ 4,5 milhões em compras diretas da agricultura familiar pelo PAA
  • R$ 91,7 milhões PNAE
  • ATER: Mais de 24 mil famílias atendidas pela política de ATER
  • Previsão 2015/2016: incluir 16.565 famílias no CAR por meio de Chamadas de ATER
  • Chamada Ater Jovem beneficiando 3, 2 mil agricultores
  • Previsão de Chamadas Brasil Sem Miséria Semiárido beneficiando 12, 9 mil famílias
  • 3.990 famílias atendidas com ATER Agroecologia
  • 1.275 famílias atendidas com ATER Sustentabilidade

Mariana Sacramento
Ascom/MDA

Fonte : MDA