.........

Publicações recentes merecem destaque na Sead

.........

Já estão disponíveis os livros "Agricultura Familiar Brasileira: desafios e perspectivas de futuro" e o "Lavouras transgênicas – Riscos e incertezas: Mais de 750 estudos desprezados pelos órgãos reguladores de OGMs”, na versão em inglês. As publicações estão em PDF e disponíveis gratuitamente.

Finalizado na última semana, o livro "Agricultura Familiar Brasileira: desafios e perspectivas de futuro" reúne artigos apresentados no Seminário Nacional sobre Agricultura Familiar, em 2014, com participação de pesquisadores interessados em reconhecer e fortalecer o papel da agricultura familiar e das políticas públicas de apoio à sua divulgação. Na oportunidade, os especialistas puderam discutir um leque de questões amplas, que resultaram na publicação.

Para a professora da área de Desenvolvimento Rural Sustentável da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Sônia Bergamasco, a agricultura familiar no Brasil é crescentemente uma forma social de produção reconhecida pela sociedade brasileira, por suas contribuições materiais e imateriais. Para ela, as diversas expressões de sua organização social, às quais correspondem múltiplos discursos identitários e demandas sociais, somaram-se, nas últimas décadas, o grande esforço de pesquisa da comunidade acadêmica, ao desvendar a extensão e a profundidade de sua presença no mundo rural e a convergência de políticas públicas de apoio à sua reprodução.

“A compilação foi realizada por um grupo de pesquisadores e estudiosos da agricultura familiar. A ideia da publicação se constitui em um esforço coletivo para se pensar os avanços e desafios atuais deste setor, tanto em relação à sua articulação com o conjunto do setor agrícola brasileiro, como o cenário e as perspectivas de futuro”, explica Sônia Bergamasco.

O livro “Lavouras transgênicas – Riscos e incertezas: Mais de 750 estudos desprezados pelos órgãos reguladores de OGMs” é uma importante fonte de pesquisa sobre o assunto. O livro traz uma série de publicações científicas em um modelo de referências bibliográficas, com diversos resumos acadêmicos.

Para o professor colaborador do mestrado profissional em agroecossistema da Universidade de Santa Catarina, Leonardo Melgarejo, é importante que as pessoas que estão em crescente consciência de que há uma grande campanha de marketing sustentando um negócio que despreza preocupações com a saúde e o meio ambiente saibam que encontrarão nesse livro uma espécie de biblioteca sobre o tema, que permite sustentar medidas de cautela com a expansão desordenada das lavouras.

“Nesse exemplar, fizemos a compilação de artigos e estudos de pesquisadores, mais de 780 resumos, uma gama enorme de informações com bases científicas, abrangendo inclusive casos estudados no exterior. Temos recebido manifestações de estímulo, agradecimento e desafio para estender esse trabalho de pesquisadores da Argentina, Uruguai e vários outros países”, explica Melgarejo.

Camila Costa e Dayana Santos
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação

Fonte : MDA