.........

Produtores investem no cultivo de trigo de duplo propósito no RS

.........

Cultura garante renda extra, já que serve como pastoreio para o gado.
‘Um dos melhores produtos que temos’, diz agricultor Valdemar Bonatto.

Do G1 RS

O baixo rendimento do trigo tradicional tem levado muitos produtores do Rio Grande do Sul a investirem no cultivo de trigo de duplo propósito. O produto garante renda extra, já que serve como engorde e pastoreio do gado, além de poder ser colhido ao final da safra, como mostra reportagem do Campo e Lavoura, da RBS TV (confira no vídeo).

A mudança tem repercutido no meio rural, e agricultores comemoram o ano ‘atípico’ com bons rendimentos para o setor. "Houve muita procura e muitas pessoas aderindo ao cultivo do trigo duplo propósito. O crescimento nos últimos anos foi muito grande. Tivemos demanda de várias partes do estado. A comercialização foi grande, e isso foi uma surpresa para nós. Estamos muito felizes e muito contentes tanto com o resultado em rendimentos quanto com o benefício para o agronegócio", diz o corretor rural Gustavo Leite de Oliveira.

Um dos motivos desse aumento foi o descontentamento dos produtores rurais com a baixa produtividade e condições de mercado do trigo tradicional. Nas últimas safras, muitas perdas desencadearam mudança de comportamento dos agricultores.

Valdemar Bonatto investe no trigo de duplo propósito há três anos. O resultado tem sido positivo. Conforme o produtor, o faturamento com esse cultivo é melhor do que com o plantio de azevém e aveia, alternativas para o gado no inverno. "Começamos a criar e é um dos melhores produtos que temos em mãos. Não penso em outra alternativa", enaltece.

Oliveira ainda explica que o duplo propósito tem ganhado cada vez mais adeptos também de produtores de leite e de gado. "Muitos iniciaram a cultivar o grão para o sustento das vacas nos tambos de leite e também para o gado de corte. Com esse aumento, com certeza o ano que vem promete uma comercialização ainda maior", explica.

Seu Valdemar destinou 500 hectares ao trigo duplo propósito neste ano. Ele divide a área em piquetes para fazer a permuta de gado a cada 20 dias. A cada hectare, oito cabeças de gado pastoreiam. Após engordar o gado, ainda é possível colher cerca de 40 sacas por hectare deste tipo de trigo. O bom rendimento acaba com qualquer dúvida do agricultor que não pretende mais cultivar o trigo tradicional.

Fonte: G1