.........

Produtores de café de Minas Gerais pressionam o governo para a recuperação do preço do grão

.........

Em reunião, ficou decidido que a melhor solução é a oferta de contratos de opção de venda

Produção

Foto: Produção / Canal Rural

Proposta dos cafeicultores vai ser levada para o conselho deliberativo de política do café

Produtores de café do Estado de Minas Gerais se reuniram nesta quinta, dia 18, com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para pressionar o governo a ajudar na recuperação dos preços do grão.

O encontro de duas horas e meia reuniu representantes do setor e do governo. Ficou decidido que a melhor solução é a oferta de contratos de opção de venda. A proposta dos cafeicultores vai ser levada para o conselho deliberativo de política do café, que vai tratar sobre o tema na próxima quinta, dia 25.

O superintendente da Cooxupé, Lúcio Dias, diz que é preciso entrar em consenso para resolver o problema.

– É preciso achar um preço de consenso, que esteja sendo operado no mercado futuro. O governo lança essas opções e o produtor compra o direito de vender para o governo naquele determinado preço. Isso vai funcionar da seguinte forma: ele comprou para janeiro, se o preço do café estiver acima daquela opção, que ele comprou, ele vai vender o café pro mercado, não vai entregar pro governo. Se tiver abaixo, ele vai entregar o café pro governo – explica.

– Me parece que a proposta que eles estão fazendo, que nós estamos analisando já no âmbito do governo em todas as esferas, é o contrato de opção. A determinação do ministro Antônio Andrade é vivermos, respirarmos e tomarmos uma decisão o mais rápido possível em torno do café – salienta o Secretário de Produção e Agroenergia, João Lajes.

Lajes também afirmou que a partir desta sexta, dia 19, os bancos já devem disponibilizar as linhas de financiamento para a estocagem do produto num total de R$ 3 bilhões.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr