.........

Previsão de alta no preço da carne

.........

O preço da carne bovina no atacado deve cair no Estado nas próximas semanas, realidade já observada no Centro do país, onde há registro de desvalorização de 0,65% nas últimas nove semanas, conforme a Scot Consultoria. Até então, o Rio Grande do Sul está com preços estagnados. A previsão de baixa é do Sindicato das Indústrias de Carne e Derivados do Rio Grande do Sul (Sicadergs), que aponta como motivador para desvalorização a compra de aproximadamente 10 toneladas de carne de outros estados.
A entrada de matéria-prima de fora não é em vão. A seca reduziu a oferta para abate. Em junho, segundo o sindicato, a queda foi de 22% em relação a maio, caindo de um total de 116.305 para 89.846 cabeças. Houve redução também em relação ao mesmo período de 2011, em que os associados do sindicato, que respondem por 80% do abate oficial, processaram 101.130 exemplares. "A concorrência da carne de fora, mais barata, obrigará uma desvalorização da carne daqui, que tem muito mais qualidade", expõe.
Números oficiais do Departamento de Defesa Agropecuária (DDA) da Secretaria da Agricultura demonstram recuo menos brusco. No primeiro semestre de 2012 foram encaminhados para abate 964.835 bovinos, considerando inspeções federal, estadual e municipal. No mesmo período do ano passado, foram 993.685 animais abatidos, uma baixa de 2,99%. "Esses números não condizem com a realidade, visto que nem todos os animais enviados para abate são de fato abatidos", explica o diretor-executivo do Sicadergs, Zilmar Moussalle.

Fonte: Correio do Povo