.........

Presidente do TJ assume governo do Estado até dia 5

.........

O presidente do Tribunal de Justiça, José Aquino Flôres de Camargo, assumiu interinamente o governo do Rio Grande do Sul até o dia 5 de outubro. O desembargador deixa o Judiciário gaúcho para chefiar o Executivo estadual após o governador Tarso Genro (PT), que tenta a reeleição, se afastar temporariamente do Palácio Piratini para se dedicar à campanha. A cerimônia ocorreu no Gabinete do Governador, na sede do Executivo estadual.
Em seu discurso, Aquino afirmou que o Judiciário demonstrou ser imprescindível para a governabilidade do País. “É preciso registrar o alto grau de maturidade da democracia brasileira e a mais absoluta harmonia entre os poderes em nosso Estado”, apontou. O governador interino ainda declarou que as atividades estatais do poder Executivo terão plena continuidade.
Tarso, que concorre ao Piratini pela coligação Unidade Popular pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PR, PTC e Pros), destacou que estava dividido entre continuar governando e se dedicar à corrida eleitoral. “Eu estava dividido entre governar e fazer campanha. Mas agora é 24 horas por dia”, anunciou.
Ao se encontrar com militantes na Praça da Matriz, o petista destacou que o trabalho, agora, será percorrer o Estado. O vice-governador, Beto Grill (PSB), e o presidente da Assembleia Legislativa, Gilmar Sossella (PDT), ficaram impedidos de assumir o Piratini, porque ambos são candidatos nesta eleição. Grill tenta uma vaga na Câmara dos Deputados.  Sossella busca a reeleição no Legislativo estadual.

Fonte: Jornal do Comércio