.........

Preço do cacau cai 7,5%

.........

Consumo fraco derruba as cotações da amêndoa em plena colheita da safra brasileira

por Luciana Franco

 Divulgação, Shutterstock, Julio Bittencourt, Michele Asselin, Beto Riginik

Brasil deve produzir 120 mil toneladas de safra temporã no período de maio a setembro

Os preços futuros do cacau voltaram a cair no mercado interno refletindo a queda dos preços internacionais devido a retração das compras das grandes torrefadoras. “O consumo está fraco e deve permanecer assim por algum tempo devido à crise econômica que atinge principalmente aEuropa”, avalia Thomas Hartmann, analista da TH Consultoria.
Com isso, os preços internos, que no final de junho se situavam em R$ 80 por arroba de quinze quilos recuaram 7,5%, e seguem atualmente negociados R$ 74 por arroba.
O Brasil está colhendo sua safra temporã – que vai de maio a setembro – e deve produzir 120 mil toneladas no período, volume ligeiramente superior ao apurado no ano passado.
Somando-se as safras temporã e principal – que é em menor volume – a safra brasileira deve totalizar 200 mil toneladas de amêndoa entre outubro de 2011 e setembro de 2012 (ano safra internacional).
Até o momento as condições climáticas são favoráveis ao desenvolvimento do cacau no Brasil. Já no mercado internacional a safra deve cair 5%, para 4 milhões de toneladas refletindo a queda na produção da Costa do Marfim, maior produtor mundial e de Gana.

Fonte: Globo Rural