.........

Preços revigoram produção de soja

.........

A disparada das cotações internacionais, após meses de preços elevados, e um câmbio mais favorável redobraram o vigor da soja no país. Mato Grosso, o maior Estado produtor, deverá ter uma área semeada de 7,4 milhões de hectares na safra 2012/13, a maior já plantada. Recorde também deverá ser a colheita, projetada pelo Instituo Mato-grossense de Economia Agropecuária em 23 milhões de toneladas. No embalo de cotações fortes, 48,3% da produção prevista – e que sequer foi plantada – já foi negociada, quando nesta mesma época de 2011 o percentual era de 21%.

Os passos para uma safra recorde já foram dados, com a compra de 94% das sementes, 92% dos fertilizantes e 95% dos defensivos necessários. Ela depende agora do clima, que emite sinais de que será favorável. Previsões meteorológicas atuais sinalizam boas e desejáveis chuvas para o início do plantio no Estado, em 15 de setembro.

ASSUNTOSRELACIONADOS

  1. Boas perspectivas para a soja em 2012/13

 

Nas contas da Céleres, consultoria de Uberlândia (MG), 35% da soja que deverá ser colhida no país em 2012/13 já está comprometida com tradings e esmagadoras. A Safras & Mercado estima número próximo – 33% -, com destaque para os elevados percentuais de Mato Grosso (48%), Goiás (40%), Bahia (32%) e Minas Gerais (32%). De acordo com o Departamento da Agricultura dos EUA (USDA), a colheita de soja deverá atingir 78 milhões de toneladas, ante 65,5 milhões em 2011/12 e 75,5 milhões em 2010/11. A Companhia Nacional de Abastecimento ainda não divulgou suas estimativas.

Se for confirmada uma temporada menos produtiva para a soja nos EUA, a tendência é de preços também firmes na segunda metade deste ano, o que poderá colaborar para elevar as margens dos produtores brasileiros. Para o Mato Grosso, as primeiras indicações do Banco do Brasil – principal agente de crédito rural – são de manutenção da margem média entre R$ 880 e R$ 890 por hectare. Para o Paraná, que possui vantagens logísticas em relação ao Mato Grosso, a expectativa é de aumento de R$ 829, nível baixo por causa das perdas com a seca na safra passada, para R$ 1.398 em 2012/13.

O Valor Bruto da Produção da soja foi de R$ 47,7 bilhões na safra passada, 13,6% menor devido às quebras. Na bolsa de Chicago, os contratos de segunda posição de entrega acumulam valorizações de 31,7% em 2012 e 18,1% nos últimos 12 meses, segundo cálculos do Valor Data.

Página B14

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2745390/precos-revigoram-producao-de-soja#ixzz20KCf0hwz

Fonte: Valor | Por Fernando Lopes, Gerson Freitas Jr., Mariana Caetano e Fernanda Pressinott | De São Paulo