.........

Plano Safra

.........

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, confirmou ontem, em evento em Cuiabá (MT), que as taxas de juros do crédito rural cairão, em média, um ponto percentual no Plano Safra 2017/18, como antecipou o Valor. Para isso, no entanto, Maggi explicou que foi preciso aceitar prazos mais curtos para pagamento dos financiamentos, tanto nas linhas de custeio quanto nas de investimento. No caso das operações de custeio, o prazo será reduzido de 24 para 14 meses, enquanto nas linhas a redução será de 15 anos para entre 10 e 12 anos, afirmou o ministro. Maggi disse que as negociações com a equipe econômica foram duras diante do "orçamento apertado" do governo federal. "A redução [dos juros do Plano Safra] será, na média, de um ponto em relação às taxas aplicadas no Plano Safra 2016/17 nos vários programas de crédito agrícola", afirmou o ministro. "Vamos atender os produtores na questão dos recursos e nas taxas de juros mais baixas, mas, para isso, vamos encurtar um pouco o tempo de financiamento para poder caber dentro do orçamento que o Brasil tem para gastar neste momento".

Ruy Baron / Valor

Fonte: Valor |