.........

Plano Plurianual fica para 2013

.........

 José Carlos Vaz<br /><b>Crédito: </b>  WILSON DIAS / ABR / CP

José Carlos Vaz
Crédito: WILSON DIAS / ABR / CP

A ideia do governo federal de tornar o Plano Safra plurianual ficou para 2013. Com foco em regionalização, o Ministério da Agricultura (Mapa) está instalando este mês câmaras estratégicas para cada cadeia do agronegócio, visando levantar dados que subsidiem a criação do que, provisoriamente, está sendo chamado de Plano Plurianual Estratégico do Agronegócio. O plano ditará diretrizes para cinco anos. Detalhes serão divulgados pelo ministro da agricultura, Mendes Ribeiro Filho, na Expointer. Embora o plano plurianual do governo tenha sido divulgado em janeiro, com medidas genéricas relativas ao setor, o Mapa deixou o seu lançamento para o ano que vem, justamente para poder estudar melhor cada região e suas necessidades. "A ideia do ministro é ter várias políticas respeitando os diferentes perfis produtivos, diz o secretário executivo do Mapa, José Carlos Vaz.
O plano plurianual não deve substituir o Plano Safra. Vaz explica que a ideia é que o plano plurianual seja uma base abrangente de políticas para o setor, com diretrizes do seguro rural, defesa agropecuária e programas de fomento à capacidade do produtor. "O Plano Safra seria um filhote do plurianual. Divulgaremos ajustes que, por ventura, não fiquem contemplados no plano-base e detalhes mais específicos", observa o secretário executivo do Mapa.

Fonte: Correio do Povo