.........

Plano nacional para reprimir pesca ilegal deve ser concluído até o fim do ano

.........

Segundo ministro, uma das propostas é mapear as áreas onde mais ocorre o problema

por Agência Brasil

 Shutterstock

O Ministério da Pesca e Aquicultura deve concluir, até o final deste ano, um plano nacional de prevenção e repressão à atividade pesqueira ilegal no País. A informação foi divulgada pelo ministro Marcelo Crivella, durante cerimônia de entrega de 16 lanchas-patrulha à Marinha nesta segunda-feira (10/9) no Rio de Janeiro.
Segundo Crivella, o texto ainda está sendo preparado em parceria com órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Polícia Federal, a Marinha e autoridades ambientaisestaduais.
“Andando pelo Brasil, pelas colônias de pesca, todos se queixam da pesca ilegal. A pesca da lagosta, por exemplo, neste ano não está nada boa. Eles reclamam que, durante o defeso [período de reprodução das espécies, em que a atividade é proibida], existe a pesca ilegal. E mesmo agora, durante a pesca, eles colocam suas gaiolas e aí vai outro pescador, com um compressor, e rouba a lagosta”, disse Crivella.
Uma das propostas do plano é identificar as áreas onde mais ocorre a pesca ilegal. “Em muitos locais inclusive há o uso de dinamites na pesca. Precisamos saber, por exemplo, de onde vem essa bomba. Para isso, precisamos da ajuda de órgãos como o Exército, que fiscaliza os explosivos. Uma ação conjunta vai nos dar, com certeza, a segurança de que a pesca no Brasil só será praticada legalmente”, acrescentou o ministro.

Fonte: Globo Rural