.........

PF no Paraná monta força-tarefa para Carne Fraca

.........

A Polícia Federal (PF) no Paraná está constituindo uma força-tarefa formada por delegados, agentes e peritos que se dedicará exclusivamente ao aprofundamento das investigações sobre um suposto esquema de corrupção envolvendo fiscais agropecuários e executivos e funcionários de frigoríficos. A superintendência regional da PF paranaense já mantém desde 2014 uma força-tarefa que se dedica às investigações da Lava-Jato.

Delegados ouvidos pela reportagem rebatem as críticas de que a Operação Carne Fraca teria sido deflagrada de forma espetacularizada. Eles também garantem que já contam com um acervo de evidências relevante, resultado de dois anos de investigações com monitoramento telefônico.

"Já reunimos grande quantidade de evidências de irregularidades, mas que somente serão apresentadas no futuro, por uma questão de estratégia de investigação", garantiu uma fonte policial ao Valor.

Conforme apurou a reportagem, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, tem apoiado abertamente a operação deflagrada na sexta-feira – a maior já realizada pela PF em toda a sua história. "O diretor-geral tem dado suporte contínuo a todas as investigações da Polícia Federal. Ele, inclusive, defendeu a operação abertamente em uma reunião realizada no Palácio do Planalto", afirmou uma alta fonte da PF.

Com duas forças-tarefas atuando simultaneamente, a expectativa da PF do Paraná é receber maior suporte da direção-geral em Brasília para dar continuidade aos trabalhos de investigação.

Por André Guilherme Vieira | De São Paulo

Fonte : Valor