.........

PESQUISA E TECNOLOGIA – Pesquisadores discutem a qualidade nutricional na produção agrícola

.........

Embrapa sedia, em Brasília, encontro promovido por instituição global que promove políticas de melhoria da agricultura e alimentação

agricultura-colheita-milho-goias (Foto: Marcos Camargo)

Colheita de milho em Goiás. Cereal é um dos que tem sido pesquisados no desenvolvimento de variedades com maior teor de nutrientes (Foto: Marcos Camargo)

Pesquisadores das áreas de agricultura e alimentação brasileiros e estrangeiros se reúnem, nesta quarta-feira (3/5), em Brasília (DF), para discutir a importância de melhorar a qualidade das dietas para a saúde da população. O encontro é promovido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Painel Global de Agricultura e Sistemas Alimentares de Nutrição, entidade criada em 2013 para promover políticas de melhoria da agricultura e alimentação.

De acordo com a Embrapa, parte das discussões será baseada em um relatório do próprio Painel Global, além de um artigo sobre os desafios da pesquisa sobre alimentos, publicado pela revista científica Nature. O contexto, segundo a empresa brasileira, é o de que, depois do aumento da produtividade agrícola, que já é uma realidade, a ciência dos alimentos deve abranger a oferta de itens com melhor qualidade nutricional.

No caso do Brasil, a Embrapa destaca que, nos últimos 20 anos, houve uma redução significativa da fome e da pobreza e que o país “hoje é visto como um dos melhores exemplos do mundo de como construir políticas públicas fortes para melhoria da nutrição”. No entanto, a insegurança alimentar e nutricional continua um problema em algumas comunidades brasileiras.

“Em 1975, o Brasil detinha a nona maior população de homens abaixo do peso. Já em 2014 ficou em terceiro lugar no ranking global no que se refere a homens obesos”, diz o comunicado, destacando dados de 2016 do Ministério da Saúde, que apontam mais da metade dos homens brasileiros acima do peso ideal.

Em artigo, o presidente da Embrapa e integrante do Painel Global de Agricultura, Maurício Lopes, avalia que os ganhos de produtividade no campo não têm sido acompanhados pelo aumento da qualidade nutricional dos alimentos. Para ele, mudanças de padrões alimentares e o consumo de produtos “ultraprocessados” são os principais fatores que contribuem para uma alimentação menos saudável.

“O Brasil desempenha um papel fundamental em movimentar sistemas globais de alimentação e modelar mercados globais. A fim de estimular uma sociedade saudável, uma mudança de abordagem é necessária. É por isso que acredito ser crucial que o país não apenas apoie a produção e o consumo de alimentos mais saudáveis, mas também incentive a implementação de políticas que promovam dietas de alta qualidade, seguras e acessíveis, sempre com base em dados e resultados científicos comprovados”, diz Lopes, anfitrião do encontro, na capital federal.

É a primeira vez que o Brasil sedia um evento do Painel Global. Os anteriores foram em Londres, capital britânica, e Nova Delhi, na Índia, em 2016. Durante a edição desta quarta-feira, em Brasília, pesquisadores da Embrapa apresentarão um projeto de desenvolvimento de cultivares com maior teor de vitaminas. São variedades de arroz, feijão, batata-doce, milho e trigo, todas obtidas com melhoramento convencional.

POR RAPHAEL SALOMÃO, DE BRASÍLIA (DF)*

Fonte : Globo Rural