.........

Pequeno grupo de empresas avança em operação de hedge

.........

Enquanto algumas usinas cogitam voltar atrás nas fixações do açúcar e outras estão em compasso de espera para ver se os preços da commodity reagem, um pequeno grupo de empresas já iniciou a temporada com quase toda a produção "hedgeada".

É o caso da Usina Londra, localizada em Itaí (SP), que fixou já no fim do ano passado o preço de quase 100% da produção de açúcar que preveem para 2017/18, a um preço médio de R$ 1.600 a tonelada. "Foi para não perder tempo em achar que [o preço] ia subir mais", diz Valentim Valler, diretor comercial da companhia.

A fixação antecipada foi feita com duas tradings que financiaram o investimento que a usina fez na construção de sua fábrica de açúcar, a primeira da companhia. Pelo acordo, a Londra entregará seu açúcar às duas tradings por dois anos.

Também buscou antecipar a fixação de preços do açúcar a Jalles Machado, que tem duas usinas em Goianésia (GO), outra companhia que também acrescentou uma fábrica de açúcar nova a uma de suas unidades. Até o início da temporada, 72% da produção esperada já estava com o açúcar precificado.

Por Camila Souza Ramos | De São Paulo

Fonte: Valor