.........

PARCERIAS – Senador italiano conhece a agropecuária de Mato Grosso

.........

Ascom Famato

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) recebeu segunda-feira (14/08) a visita do senador italiano Fausto Guilherme Longo. Ele cumpre uma agenda de visitas no estado para conhecer as potencialidades econômicas e buscar futuras parcerias com investidores italianos e brasileiros.

Segundo ele, a visita é para entender os gargalos e oportunidades que podem ser aproveitados entre a Itália e Mato Grosso a fim de promover geração de riquezas. "A Itália tem uma série de fatores ligados à tecnologia de produção, área de logística e, principalmente, credibilidade no mercado internacional. Acompanho muito as notícias em relação à Mato Grosso, mas queria ter um contato mais direto para saber quais são as oportunidades efetivas que podemos levar para a Itália para identificar possíveis investidores", afirmou o senador.

O governo italiano tem preocupação internacional com a fome no mundo. Busca parcerias com os países com potencial de produção agropecuária. "Temos uma preocupação com o futuro da alimentação que poderá ser motivo de geração de conflito ou de paz. Se pudermos achar juntos soluções que ampliem a produtividade e facilidade desses alimentos chegarem para toda a população mundial será benéfico para Mato Grosso e para a Itália", acrescentou Fausto.

Os diretores Administrativo e Financeiro da Famato Vilmondes Tomain e de Relações Institucionais José Luiz Fidelis recepcionaram o senador. Na oportunidade, o superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) Daniel Latorraca e o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) Otávio Celidonio apresentaram os números do agro e da qualificação profissional rural do Estado respectivamente.

O diretor Vilmondes Tomain destacou a importância da visita do senador e das futuras parcerias. "Mato Grosso é líder na produção de soja, milho, algodão, girassol e carnes. Com certeza, essa busca por novas parcerias para aumentar a produção sustentável de alimentos sempre é bem-vinda. A Famato está de portas abertas para esse diálogo", destacou o diretor.

Fonte: Ascom Famato