– Parceria bilateral Brasil e Alemanha discutem cooperação em laboratório e pesquisa agropecuária

Kátia Abreu quer auxílio do governo alemão para tornar Lanagro referência internacional em veterinária

Kátia Abreu a ministro alemão: sanidade é prioridade do Mapa (Antônio Araújo/Mapa)

Em reunião nesta quinta-feira (20) na sede do Mapa, a ministra Kátia Abreu pediu ao ministro federal de Alimentação e Agricultura da Alemanha, Christian Schmidt, cooperação na área de pesquisa para que o Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro) também seja referência internacional em medicina veterinária.

Kátia Abreu afirmou ao ministro alemão que a prioridade máxima de sua gestão no Mapa é a defesa agropecuária, destacando que a área não sofreu nenhum corte orçamentário este ano. Para continuar sendo reconhecido mundialmente em sanidade animal e vegetal, o Brasil precisa de laboratórios internacionais de referência na área, acrescentou ministra.

“Estamos solicitando a cooperação de um grande laboratório na Alemanha, Instituto Friedrich-Loeffler, para que possamos implantar no Brasil os nossos laboratórios de referência internacional e aperfeiçoar a identificação e o diagnóstico de doenças animais”, observou a ministra. “Somos um dos maiores exportadores do mundo e temos obrigação de priorizar essa área.”

Schmidt demonstrou interesse no tema e disse que a Alemanha está pronta para auxiliar o Brasil a montar laboratórios de referência na área animal e vegetal. “Cooperação em pesquisa é um assunto muito interessante para nós, de muita importância. Temos instituições do mais alto padrão em medicina veterinária na Alemanha e institutos qualificadíssimos. Claro que estamos abertos.”

Kátia Abreu também pediu ao governo alemão agilidade na análise de 2 mil amostras que foram colhidas de cavalos que vivem nos arredores da área onde serão realizadas as provas de hipismo dos Jogos Olímpicos 2016, em Deodoro, no Rio de Janeiro. Essas amostras, que vão indicar a presença ou não da doença de mormo nos animais, estão sendo analisadas pelo Instituto Friedrich-Loeffler

“Pedimos ao ministro que priorizassem, agilizassem os dois mil exames que enviamos dos animais que estão na área de Deodoro.  Sua resposta, imediata, foi de que isso será viabilizado”, afirmou a ministra, após a reunião.

Os dois ministros ainda acertaram uma cooperação em tecnologia entre institutos de pesquisa da Alemanha e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Fonte : MAPA