PARALISAÇÃO – Greve dos fiscais federais preocupa FAEMG

Cerca de 50% da categoria aderiu à greve, que começou em 17 de agosto

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Fiscais do Rio Grande do Sul estarão em greve durante a Expointer
Pelos mesmos motivos da greve de fevereiro, caminhoneiros paralisam estradas
Greve de fiscais adia abate de 5 mil animais no RS
A greve dos fiscais federais já preocupa a Federação da Agricultura e Pecuária do Estados de Minas Gerais (FAEMG). Com a falta de fiscalização adequada, os produtos sem o selo de Certificação do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) correm risco de não serem recebidos por outros estados.Os fiscais agropecuários estão em greve desde 17 de agosto, depois de decisão acordada em assembleia geral da categoria.

A presidente da Associação dos Fiscais Agropecuários de Minas Gerais (AFA MG), Moísa Medeiros Lasmar, disse que dos 1065 fiscais do estado, cerca de 50% aderiu à greve.

O presidente da FAEMG, Roberto Simões, enviou uma correspondência ao Governo do Estado, reforçando a necessidade de um acordo com os fiscais agropecuários Ele lembrou que as atividades de defesa sanitária, realizadas pela categoria, são fundamentais para a manutenção do status sanitário no estado.

– A interrupção destes serviços pode trazer prejuízos socioeconômicos e de saúde pública irreparáveis – alertou Simões.
 

MP

Fonte: Canal Rural