Ourofino divulga prospecto de oferta inicial de ações

A Ourofino Saúde Animal publicou ontem minuta do prospecto da sua oferta de ações. De acordo com o documento, 53% dos recursos levantados com a operação serão investidos no crescimento da empresa e 47% na redução da dívida.

A companhia afirma que pretende acelerar o plano de crescimento no mercado local, com desenvolvimento da plataforma de biotecnologia, e expandir as operações internacionais em mercados importantes como o México e a Colômbia. A Ourofino busca ainda a redução do nível de endividamento, com a quitação de contratos de financiamentos com custos atrelados ao CDI, que hoje somam cerca de R$ 70 milhões.

A oferta será primária, em que os recursos vão para o caixa da empresa, e secundária, quando acionistas vendem participação no capital. O coordenador líder da operação é o J.P.Morgan que conta com o auxílio do Itaú como estabilizador, além do Bradesco e BB Investimentos como demais coordenadores. O cronograma não foi disponibilizado pela companhia.

Fundada em 1987 por Norival Bonamichi e Jardel Massari, a Ourofino é a maior fabricante de produtos veterinários do país. Além de remédios e vacinas para animais domésticos, de criação e equinos, a empresa também tem uma linha na área de inseminação artificial.

Além dos negócios na área veterinária, o grupo Ourofino também atua em defensivos agrícolas. Como um todo, o grupo teve receita líquida de cerca de R$ 700 milhões em 2013. Considerando apenas a empresa de saúde animal do grupo, área que terá o capital aberto na bolsa, a receita foi de R$ 384 milhões.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3709708/ourofino-divulga-prospecto-de-oferta-inicial-de-acoes#ixzz3EKg6mGRn