.........

Os problemas do trigo brasileiro

.........

É uma bonita lavoura, mas muito delicada

É uma bonita lavoura, mas muito delicada

Por que o Brasil continua plantando trigo? Vale a pena insistir? Estas duas perguntas precisam ser respondidas pelos produtores, pelo governo e, até, pela população brasileira, diante dos contínuos problemas e frustrações que esta lavoura enfrenta nos últimos anos, tanto por questões climáticas quanto por decisões governamentais inoportunas, adotadas em momentos errados, e que prejudicam, anda mais, quem já sofre prejuízos. O presidente da Federação da Agricultura-RS, Carlos Sperotto, que planta trigo há 52 anos e diz que não lembra quantas frustrações já teve, comentou que gostaria de realizar um seminário para analisar o assunto. O Brasil importa anualmente 6 milhões de toneladas de trigo, em média, e produz, em média, 5,3 milhões/t (2013), mas, ano a ano, a produção muda, geralmente para menos, ou por problemas climáticos ou por problemas de comercialização e desestímulos, que levam à diminuição do plantio. Esta gangorra não favorece o produtor nem o País. Mas, também, é preciso plantar para proteger o solo no inverno.

Trigo II

A safra 2014, por exemplo, enfrenta três problemas graves, dois por questões climáticas, excesso de chuva, um pela intervenção do governo, de forma errada, na comercialização da safra passada. A umidade demais diminuiu o PH do trigo, o que derruba sua qualidade para farinha e pão, transformando-o em triguilho, destinado apenas à ração. Ela também gerou altas infestações fúngicas, que aumentaram o teor de micotoxinas, inviabilizando o uso em rações. A intervenção governamental na comercialização gerou estoques da safra passada, que estão pressionando ainda mais os preços para baixo. Resultado, os argentinos estão revisando seus estoques, na expectativa de exportar 5,5 milhões de toneladas para o Brasil em 2015.

Pêssegos

Já está definida a abertura oficial da colheita de pêssegos 2014 na zona Sul. Será na segunda quinzena de novembro, na Colônia São Manuel, 7º Distrito de Pelotas. O município colhe, em média, 55 mil toneladas da fruta, em sua maior parte com destino industrial. Por falar em pêssego, dia 6, em Atibaia (SP), a Embrapa lançará um cultivar do fruto tipo platicarpa, o pêssego chato ou bolachinha, hoje vindo dos Estados Unidos e da Espanha.

Angus

Gado Angus de origem americana e argentina, criado por Luiz Eduardo Batalha, Galvão Bueno e Ivan Magalhães, em Pinheiro Machado, será leiloado, amanhã, dia 4, de forma virtual, às 20h. Mas 120 convidados especiais poderão acompanhar as vendas durante jantar, no Jockey Club do Rio Grande do Sul, com vinhos de Galvão Bueno e azeites da Estância Guarda Velha, produzidos também em Pinheiro Machado.

Estatização

A Argentina deu mais um passo num caminho economicamente perigoso: a Câmara dos Deputados aprovou, depois de ter sido aprovada pelo Senado, a chamada Lei do Abastecimento, que permite a fixação de limites de preços e de lucro de empresas, além do controle de cotas de produção, que ficará a cargo da Secretaria de Comércio do Ministério da Economia. Também prevê a aplicação de multas, fechamento de empresas por até 90 dias e suspensão de registro por até cinco anos. Em outros países, como na Venezuela, este tipo de lei tem levado exatamente ao contrário do que diz seu nome, ao desabastecimento e diminuição da atividade econômica.

Engenheiros

O engenheiro Henrique Luduvice, que já foi presidente do Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura, começará, nesta semana, viagem pelo País em campanha eleitoral para chegar à presidência novamente da maior organização profissional do Brasil, com 27 conselhos regionais e um federal, e receita que ultrapassa a de muitos municípios. A eleição será dia 19 de novembro.

Cortador de carnes

O especialista gaúcho em desossa e cortes de carnes Marcelo Conceição, o Bolinha, depois de fazer sucesso no Rio Grande do Sul – nas Expointers – e no Brasil, conquista o mundo. Já mostrou sua arte na França e, agora, está voltando da África do Sul, onde fez demonstrações no Festival da Vinícola Spier e preparou um churrasco de costelão e picanha para 120 pessoas, em Stellembosh. Bolinha voltou impressionado com o uso de alta tecnologia na produção de gado e nos cuidados com a natureza nos campos.

O Dia

  • O Instituto do Câncer Mãe de Deus receberá, hoje e amanha, 15 médicos oncologistas colombianos para curso sobre novos tratamentos de Câncer de Rim.
  • Das 9h às 18h, a Associação dos Procuradores do Município de Porto Alegre elegerá novo presidente. Na rua Siqueira Campos, 1184/conj.801/807.
  • Gustavo Loyola e outros economistas falarão sobre as tendência da economia brasileira, às 13h, no Teatro da Pucrs, para a Fundação CEEE. A entrevista coletiva será às 11h.
  • A Eztec, incorporadora de capital aberto, promoverá, no Hotel Sheraton, reunião pública de acionistas, com a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais.
  • O juiz Sérgio Augustin, titular do 2º Juizado da 4ª Vara Cível, será o palestrante do almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul, às 12h, falando sobre direito econômico.
  • A Associação Brasileira de Designers de Interiores apresentará, às 14h, designer de interiores Bianka Mugnatto, no Showroom da Romanzza – rua Quintino Bocaiuva, 996.

Fonte: Jornal do Comércio |

DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Coluna publicada em 03/11/2014

 

COOPLANTIO/DIVULGAÇÃO/JC