Oficina busca ampliar produção agroecológica e orgânica

Secretário Nacional de Agricultura Familiar (SAF/MDA), Onaur Ruano, defende produção sustentável
Apresentar  possibilidades e oportunidades que o crédito rural do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) oferece aos agricultores que conduzem suas unidades familiares de produção com sistemas de base agroecológica e orgânica. Este é um dos pontos abordados na Oficina Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que ocorre até esta quarta-feira (5), em Brasília.

“Estamos juntos para aprofundar as ações de acesso ao crédito, com uma Ater qualificada, para que possamos alavancar uma visão de governo de melhorar a qualidade da alimentação do povo brasileiro”, disse o secretário Nacional de Agricultura Familiar (SAF/MDA), Onaur Ruano, nesta terça-feira, na abertura da oficina. “Nós precisamos ter sistemas de produção e de apoio a uma produção que seja sustentável, limpa e agroecológica”, acrescentou.

Plano Safra e a agroecologia

No Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016, o Pronaf Agroecologia apresenta taxa de juros de 2,5% ao ano para financiamento de até R$ 150 mil. Tanto para custeio quanto para investimento, a Ater é obrigatória. O recurso é voltado ao financiamento dos sistemas de base agroecológica ou orgânicos, incluindo custos relativos à implantação e manutenção dos empreendimentos. Outras linhas de apoio à agricultura de base agroecológica e orgânica são: Pronaf Produtivo Orientado (Norte, Nordeste e Centro-Oeste), Pronaf Eco e Pronaf Floresta.

Quanto à Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) em agroecologia, há 66 contratos, envolvendo 622 técnicos, que atendem 43.760 famílias de agricultores familiares. No Pronatec Campo, de 2006 a 2015, foram feitas 8.777 matrículas em cursos técnicos em agroecologia, pela rede federal de educação.

Diálogos regionais

Na quarta-feira (5), a partir das 9h, haverá mesas de diálogo regionais: Região Norte e Centro-Oeste; Região Nordeste e Região Sul e Sudeste. O objetivo é identificar e planejar soluções para ampliar a aplicação de crédito do Pronaf na produção de base agroecológica e orgânica.

Um Grupo de Trabalho multidisciplinar do crédito, para produção de base agroecológica e orgânica, será formado para acompanhar os planos de trabalho regionais.

Participam do evento: representantes das cooperativas e associações da agricultura familiar de base agroecológica e orgânica; de Ater pública estatal e não estatal; agentes financeiros operadores do Pronaf; membros de movimentos sociais, de  ministérios e de órgãos vinculados; além de técnicos da subcomissão temática do crédito da Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Cnapo) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (Condraf).

A realização da oficina é da Secretaria da Agricultura Familiar do MDA, com apoio da subcomissão temática de crédito da Cnapo e do Condraf.

Fonte : MDA