“O Brasil mostrou que é possível vencer a fome”

Patrus recebe diretor-geral da FAO, José Graziano

“Capricha aí, que essa foto eu vou colocar na minha mesa”, disse o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, ao fotógrafo, quando estava posando ao lado do diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano. O diretor, em passagem pelo Brasil, fez uma visita de cortesia ao ministro, agradeceu ao apoio dado pelo MDA e salientou a importância da experiência brasileira no combate à fome no mundo.

“O Brasil mostrou que é possível vencer a fome, e esse é o grande ponto. Quando começamos o programa de erradicação da fome, com o Fome Zero, muita gente falou que era uma forma política de distrair a atenção dos problemas econômicos e nós conseguimos erradicar a fome no Brasil em menos de uma década”, apontou o diretor da FAO ao afirmar que essa é uma conquista que ninguém vai tirar do povo brasileiro.

Criado em 2003, quando o ministro Patrus Ananias era ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Fome Zero surgiu com a ideia de erradicar a fome no Brasil. Em 2014, a FAO emitiu relatório retirando o Brasil do Mapa da Fome, já que o país teve a maior queda de subalimentados entre 2002 e 2014, 82,1%.

Segundo Graziano, o modelo brasileiro é um exemplo seguido por diversos países. “É um programa que deu certo, multiplicado no mundo inteiro. Nós temos Fome Zero na Ásia, na África e na América Latina. E essas são cartas que temos para mostrar que o programa realmente foi um sucesso”.

Lisonjeado, o ministro agradeceu a visita e destacou que o trabalho feito no MDA seguirá alinhado com as ideias da FAO. “É uma visita muito boa, carregada de boas energias e que reconhece o bom trabalho que estamos fazendo aqui e nosso êxito no combate à fome”, celebrou Patrus.

PAA África

Durante o encontro, Graziano ressaltou, ainda, a importância de se continuar trabalhando no Programa de Aquisição de Alimentos África (PAA-África), programa baseado na experiência brasileira de combate à fome. “Esse é um programa que temos que dar uma grande atenção. Os recursos estão garantidos e vamos continuar tendo ele como referência de trabalho”.

Patrus concordou e lembrou que o PAA é muito bem quisto pelos movimentos sociais do campo, das águas e das florestas. “O PAA é um consenso entre os movimentos sociais. Todos o consideram de grande importância”, concluiu.

João Paulo Biage

Ascom/MDA

Foto: Paulo Henrique Carvalho/MDA

Fonte : MDA