Notícias – Novos juízes federais da 4ª Região terminam curso de formação inicial

Magistrados que participaram na condução do curso acompanharam a cerimônia de formatura dos novos juízes

Magistrados que participaram na condução do curso acompanharam a cerimônia de formatura dos novos juízes

Desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus, diretor da Emagis
Desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira, corregedor regional da 4ª Região
Juiz federal substituto Gustavo Alves Cardoso falou em nome dos colegas
Última atividade do Curso de Formação ocorreu no auditório do TRF4, em Porto Alegre

“Nesses 100 dias de convivência diária e intensa, aprendemos muito em aulas teóricas e práticas. Percebemos o domínio da técnica jurídica de cada um dos colegas que hoje finalizam esse curso e, principalmente, que todos nasceram para o honroso exercício da magistratura, são juízes de corpo e alma”. 

As palavras do juiz federal substituto Gustavo Alves Cardoso resumiram o sentimento dos 19 juízes federais substitutos da Justiça Federal da 4ª Região, que encerraram hoje (19/12) o Curso de Formação Inicial na carreira da magistratura da 4ª Região.  A cerimônia aconteceu no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) e finaliza os quatro meses preparatórios dos novos juízes que, em 8 de janeiro de 2018, iniciam a jurisdição no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná.

Em nome dos colegas, Cardoso agradeceu ao diretor da Escola da Magistratura (Emagis) do TRF da 4ª Região, desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus, “pela seriedade e comprometimento na condução do curso”, aos magistrados coordenadores, formadores e acolhedores, e aos servidores da Emagis. “Acabamos de passar a primeira parte dessa travessia, com sentimento de pertencimento a esta corte diferenciada”, ressaltou.

Os magistrados receberam os certificados das mãos dos coordenadores dos eixos do curso: juiz federal Gilson Jacobsen, coordenador do eixo “Justiça e Sociedade”, desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Junior, coordenador de “Técnicas da Decisão Judicial”, desembargador Jorge Antonio Maurique e juiz federal Jairo Gilberto Schäfer, que coordenaram o eixo  “Atuação Gerencial e Institucional”, e a desembargadora federal Salise Monteiro Sanchotene, coordenadora da  “Prática Jurisdicional”.

O diretor da Emagis coordenou a cerimônia, salientando o empenho de todos, magistrados e servidores, para a realização do curso. “Com isso, professamos a crença do TRF4 na formação qualificada dos nossos magistrados e na entrega à família forense de juízes extremamente preparados”, disse Laus. O magistrado também lembrou aos novos juízes que somente o curso terminava hoje, pois a “parceria com a escola para o exercício profissional será para sempre”.  Para Laus, um dos diferenciais desta edição do curso foi o eixo “Prática Jurisdicional”, que desde o início das aulas, aliou prática e teoria. “Este modelo poderá ser utilizado por outras escolas judiciais do país”, concluiu. 

A trajetória do aperfeiçoamento na formação dos novos magistrados da 4ª Região também foi lembrada pelo corregedor regional da Justiça Federal da 4ª Região, desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira.  “Antes não existiam nem a escola da magistratura, nem cursos de formação. Há anos consolidamos uma mudança fundamental nesse processo para que os magistrados possam cumprir o ofício da jurisdição com qualificação e tranqüilidade”, analisou.

Também compuseram a mesa da cerimônia de encerramento do Curso de Formação Inicial 2017 os desembargadores federais Vânia Hack de Almeida, João Batista Pinto Silveira, Rogerio Favreto e Sebastião Ogê Muniz. O evento foi prestigiado por juízes e magistrados.

Curso de formação

O curso de formação inicial para os novos juízes federais substitutos teve coordenação geral do desembargador federal Victor Laus e coordenação pedagógica da assessora da Emagis, Isabel Cristina Lima Selau. A atividade ocorreu na sede do TRF4, em Porto Alegre, de 11/9 até hoje (19/12), com 268 horas de atividades teóricas, sendo 40 horas/aula provenientes do módulo nacional da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), e 240 horas de atividades práticas e estágio supervisionado, dividas em quatro eixos.

Os novos juízes federais substitutos:

Flavia Hora Oliveira de Mendonça
Lillian Pfleger
Daniel Chiaretti
Mariana Álvares Freire
Grazielle Blume Sulzbach
Gustavo Richter
Gustavo Alves Cardoso
Rodrigo Vaslin Diniz
Fabrício Ponte de Araújo
Stephanie Uille Gomes
Diego Akito Nihei
Giane Maio Duarte
Ricardo Soriano Fay
Valter Sarro de Lima
Diogo Edele Pimentel
Vinícius Sávio Violi
Paola Goulart de Souza
Gabriel Urbanavicius Marques
Murilo Scremin Czezacki

Fonte : TRF4