Índice mundial de preços de alimentos cai 1,6% em novembro

Na comparação anual, o recuo é de 18%, segundo a pesquisa da FAO.
Indicador de açúcar disparou 4,6% em novembro, a 3ª alta seguida.

O Índice de Preços de Alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), divulgado nesta quinta-feira (3) caiu 1,6% em novembro ante outubro, para 156,7 pontos. Na comparação anual, o recuo é de 18%. A entidade informou que as cotações de praticamente todos os alimentos cederam no mês passado, com exceção das do açúcar.

Consumidores compram vegetais em um mercado de Ahmedabad (Foto: Reuters)

Consumidores compram vegetais em um mercado de Ahmedabad (Foto: Reuters)

O Índice de Preços de Alimentos da FAO acompanha cinco grupos de commodities em mercados internacionais: cereais, carnes, laticínios, óleos vegetais e açúcar.

O indicador para cereais caiu 2,3% em novembro, para 153,7 pontos, com os grãos forrageiros liderando a baixa por causa do clima favorável à colheita nos Estados Unidos, maior produtor e exportador mundial. Este é o menor nível desde junho de 2010.

O item voltado a óleos vegetais cedeu 3,1% no mês passado, para 137,8 pontos, em meio à perspectiva de aumento de área plantada e de produção nas Américas do Norte e do Sul. Quanto ao índice de laticínios, este recuou 2,9% em novembro, para 151,1 pontos, com sinais de que importadores estão com estoques adequados. Os preços das carnes também diminuíram, para 158,6 pontos (-1,6%).

Já o indicador de açúcar disparou 4,6% em novembro, para 206,5 pontos, no terceiro mês consecutivo de alta, informou a FAO. "O aumento foi motivado pela contínua preocupação sobre atrasos na colheita de cana no Brasil, causados pela precipitação excessiva nas regiões produtoras do Centro-Sul", explicou a FAO. "Além disso, relatórios indicaram danos induzidos pelo clima às plantações da Índia, Tailândia, África do Sul e Vietnã – outros importantes países produtores.

Do Estadão Conteúdo

Fonte : Globo