.........

MT reduz ICMS na venda de boi vivo

.........

Após apelos de pecuaristas, o governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), aceitou reduzir de 7% para 4% a alíquota do ICMS na venda de boi vivo a outros Estados.

A medida visa a atenuar os impactos que a delação dos controladores da JBS teve sobre a pecuária de Mato Grosso, dono do maior rebanho do país. A JBS detém 50% dos abates no Estado e, após a divulgação das delações, reduziu o ritmo das operações. A empresa também deixou de comprar boi à vista, só pagando pelos animais no prazo de 30 dias.

Segundo a assessoria de imprensa do governo mato-grossense, a expectativa era que o decreto prevendo a redução do ICMS fosse assinado pelo governador até hoje. Taques anunciou a medida ontem em evento da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) na sede da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), em Cuiabá.

A tendência é que o prazo de vigência da alíquota reduzida para a venda de boi vivo – ou boi em pé, no jargão do setor – seja de três meses. "Vamos dar um prazo de 90 dias para minorar o problema", disse o governador.

Até lá, espera-se que a situação dos abates em Mato Grosso possa se normalizar – seja por meio da JBS ou de concorrentes que reativem frigoríficos fechados.

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor