.........

Monsanto investirá US$ 150 milhões no Brasil

.........

Silvia Costanti/Valor
Brasil é o segundo país mais importante para a Monsanto, diz Rodrigo Santos

A Monsanto Brasil anunciou ontem que investirá US$ 150 milhões no país durante o exercício fiscal de 2015, iniciado em 1º de setembro. Os aportes serão direcionados a pesquisa e produção de sementes, operações que têm como carros-chefes a soja e o milho.

No ano fiscal de 2014, a multinacional faturou no Brasil US$ 1,8 bilhão, o que significou um crescimento de 15% em relação ao ano fiscal anterior. "Esse resultado está dentro do ‘guidance’ global de expansão da companhia de 10% a 15%", disse Rodrigo Santos, presidente da Monsanto Brasil, em evento com a imprensa realizado ontem em São Paulo. No mundo, a multinacional faturou US$ 15,85 bilhões no ano fiscal de 2014, uma alta de 6,7% em relação a 2013.

Nos últimos dez anos, a multinacional de biotecnologia investiu no Brasil US$ 1 bilhão, tanto em modernização de fábricas e unidades de produção de sementes como em aquisições (Alellyx/CanaVialis, do setor de cana-de-açúcar). O último aporte foi em 2012, no centro de desenvolvimento tecnológico de Petrolina (PE), que recebeu investimentos de US$ 20 milhões. No montante previsto para o Brasil em 2015, no entanto, a companhia afirma não ter em vista mais aquisições.

De acordo com o executivo, a Monsanto também dará início no primeiro semestre do ano que vem a um projeto-piloto com 50 agricultores brasileiros para trazer ao país a Climate Corporation, a mais recente divisão da múlti que atua no segmento de tecnologia de informação para o produtor rural. Se o resultado do piloto for positivo, a intenção é entrar no mercado brasileiro com o serviço em até dois anos.

"O Brasil é o segundo país mais importante para a Monsanto depois dos EUA", disse Santos. Ele ressaltou que embora os segmentos de soja e milho sejam os carros-chefes em vendas no país, a plataforma de serviços para a agricultura será tão revolucionária para a Monsanto quanto foi a biotecnologia. "O ‘big data’ e a agricultura de precisão vão absorver a maior parte dos investimentos futuros da empresa".

No início desta semana, a Climate Corporation anunciou a compra da 640 Labs, startup baseada em Chicago, em sua estratégia de fortalecer a atuação da companhia na maximização de ganhos e otimização de recursos naturais dos produtores rurais através de tecnologia de campo.

O pacote de novas tecnologias que a Monsanto vem estruturando nos últimos meses com sua entrada em agricultura de precisão, dados meteorológicos e pesquisa biológica poderá gerar retorno de US$ 20 bilhões ao agronegócio.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3812268/monsanto-investira-us-150-milhoes-no-brasil#ixzz3LaoRqzTH

Fonte: Valor | Por Bettina Barros | De São Paulo