Moagem de cana cresce 37% na 2ª quinzena de julho, diz Unica

A produção de etanol cresceu 37%, de acordo com a entidade que reúne as usinas do Centro-sul do Brasil

agricultura_cana (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

Proporção de cana dedicada à produção de açúcar está abaixo da safra 2015/2015 (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

O volume de cana-de-açúcar processado pelas usinas do Centro-Sul do Brasil na segunda quinzena de julho somou 49,44 milhões de toneladas, aumento de 37,35% em relação ao mesmo período de 2014. Os dados, informados nesta segunda (10/8) pela União da Indústria da cana-de-açúcar (Unica), mostram que no acumulado da safra até 1º de agosto a moagem atinge 279,37 milhões de toneladas, pouco abaixo das 280,38 milhões de toneladas do mesmo período de 2014/2015.

"Ao contrário do cenário observado no início de julho, o clima mais seco favoreceu a colheita na última metade do mês e permitiu uma sensível recuperação do ritmo de moagem, que estava atrasado em boa parte das usinas", disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Pádua Rodrigues, em nota.

A produção de etanol na segunda quinzena de julho alcançou 2,19 bilhões de litros, sendo 891,4 milhões de litros de anidro e 1,3 bilhão de litros de hidratado, informa a Unica. O volume total é 37,07% superior aos 1,6 bilhão de litros produzidos na mesma quinzena de 2014.

saiba mais

Conforme a Unica, a proporção de cana destinada à produção de açúcar segue abaixo do registrado na temporada passada. Na segunda quinzena de julho foi de 43,93% contra 46,23% em 2014.

O volume total produzido de açúcar foi de 2,79 milhões de toneladas na segunda quinzena de julho (+24,66%). No acumulado do ano safra 2015/2016, até 1º de agosto, a produção de etanol soma 12,17 bilhões de litros, sendo 4,28 bilhões de litros de anidro e 7,89 bilhões de litros de hidratado. De acordo com a Unica, a alta é de 16,93% em relação ao mesmo período de 2014.

A quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana-de-açúcar processada na segunda quinzena de julho totalizou 134,83 quilos, queda de 4,48% ante a mesma quinzena de 2014. Conforme a Unica, no acumulado da safra até 1º de agosto, o ATR é de 124,66 kg por tonelada, queda de 3,2% ante 2014/2015.

As vendas de etanol hidratado no mercado doméstico seguem crescentes, com alta de 50% em julho na comparação com o mesmo mês de 2014. De acordo com a Unica, o volume foi de 1,605 bilhão de litros. Já o volume comercializado de anidro foi de 855,86 milhões de litros, pouco acima dos 853,21 milhões de litros em julho do ano passado.

"Boa parte das unidades está enfrentando dificuldades para a tomada de crédito e, dessa forma, não está conseguindo manter estoques do produto", justificou em nota o diretor técnico da Unica, Antonio de Pádua Rodrigues. Ele criticou a demora na liberação de recursos para estocagem. "Já estamos no meio da safra e até agora não tempos ideia de quando os recursos serão liberados."

Fonte : Globo Rural