.........

MILHOAGRICULTURANOTÍCIAS – OFERTA – Milho: primeiro leilão de contratos de opção, PEP e Pepro será no dia 4

.........

Produtores que arrematarem o Pepro deverão, obrigatoriamente, comprovar venda do cereal para criadores de aves, suínos e outros animais

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou nesta quinta-feira, 27, que o primeiro leilão em apoio à comercialização de milho acontecerá na próxima quinta-feira, dia 4. Serão ofertados 7.400 contratos de opção de venda de milho em grãos, a granel, das safras 2016/2017 e 2017 para exercício em 11 de setembro. Também serão ofertados Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) e Prêmio para o Escoamento (PEP), para 200 mil toneladas em cada modalidade.

Nos contratos de opção, os produtores terão até o dia 11 de setembro deste ano para confirmar se exercerão o direito de venda do produto à Conab pelo valor de R$ 17,87 a saca de 60 kg. Em nota, a companhia diz que poderão participar do leilão os produtores rurais, diretamente ou por meio de suas cooperativas. Já os produtores que arrematarem o Pepro deverão, obrigatoriamente, comprovar a venda do milho para avicultores, suinocultores, bovinocultores, ovinocaprinocultores, piscicultores, indústrias de ração ou de alimentação humana e comerciantes, com escoamento para os destinos que não as regiões Sul, Sudeste (exceto os estados de São Paulo, Espírito Santo e norte de Minas Gerais), Centro-Oeste e os estados da Bahia, Maranhão, Piauí, Pará, Rondônia e Tocantins. "O objetivo é complementar o valor recebido pela venda do milho para que ele atinja o preço mínimo, que atualmente é de R$ 16,50, desde que seja escoado de acordo com as condições do aviso."

O leilão de PEP oferecerá prêmio ao participante que comprovar a compra do milho em grãos do produtor rural ou sua cooperativa na unidade da federação de plantio, no valor do Preço Mínimo fixado pelo governo federal, e o posterior escoamento do produto para todos os destinos com exceção das Regiões Sul, Sudeste (exceto os estados de São Paulo, Espírito Santo e norte de Minas Gerais, para onde o escoamento será permitido) e Centro Oeste, e os estados da Bahia, Maranhão, Pará, Piauí, Rondônia e Tocantins.

Essas operações foram autorizadas pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos (Ciep), por meio da Portaria Interministerial nº 799, publicada no dia 19 deste mês no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte:Canal Rural