.........

Milho gera ajuste para cima do valor da produção agropecuária

.........

O Ministério da Agricultura elevou sua estimativa para o valor bruto da produção (VBP) agropecuária do país em 2017. Sobretudo por causa de um ajuste para cima no cálculo para o milho, o departamento de Crédito e Estudos Econômicos da Pasta passou a prever R$ 546,3 bilhões, R$ 1,4 bilhão a mais que a projeção de maio e montante, recorde, 5,3% superior ao do ano passado.

Segundo levantamento divulgado ontem, o VBP dos 21 produtos agrícolas que fazem parte da pesquisa foi redimensionado para R$ 376,3 bilhões em 2017, R$ 2 bilhões acima do estimado no mês passado e resultado 11,3% maior que o de 2016. Com pequenas correções em relação às contas de maio, o valor da produção agrícola será puxado por soja (R$ 117,6 bilhões, aumento de 2,7%) e cana (R$ 76,8 bilhões, alta de 51,4).

O milho, cuja projeção "ganhou" R$ 1,8 bilhão na comparação com o cenário traçado em maio graças ao bom andamento da "safrinha", vem em terceiro lugar, com R$ 51,6 bilhões, incremento de 25,7% em relação a 2016. O crescimento reflete a recuperação da produção nesta safra 2016/17 – e poderia ser maior, não fossem os preços deprimidos.

Para o VBP dos cinco principais produtos da pecuária brasileira, a previsão do ministério caiu para R$ 170 bilhões, ante os R$ 170,3 bilhões estimados em março e os R$ 180,9 bilhões de 2016. No grupo, a liderança segue com os bovinos (R$ 67,9 bilhões, queda de 5,4% sobre 2016).

Por Fernando Lopes | De São Paulo

Fonte : Valor