.........

Milho eleva ainda mais colheita recorde de grãos

.........

O clima ainda favorável à produção de milho safrinha levou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a elevarem suas estimativas para a colheita do cereal e, assim, a também corrigirem para cima a safra 2016/17 de grãos como um todo, cujas projeções alcançaram patamares recorde ainda mais expressivos.

Conforme a Conab, a segunda safra de milho chegará a 65,6 milhões de toneladas, 2,1 milhões a mais que o previsto em junho e volume 61% maior que o da temporada 2015/16, que foi bastante prejudicada por adversidades climáticas provocadas pelo El Niño. Com isso, a colheita total de milho foi recalculada para 96 milhões de toneladas, volume recorde 44,3% superior ao do ciclo passado.

Sobretudo em virtude do ajuste da safra, a colheita total de grãos do país na temporada 2016/17 foi ajustada pela Conab para 237,2 milhões de toneladas, 2,9 milhões acima da estimativa de junho e 27,1% mais que em 2015/16. De acordo com o IBGE, o volume chegará a 240,3 milhões de toneladas, com um incremento de 30,1%.

A colheita é liderada pela soja, carro-chefe do agronegócio nacional. Conforme a Conab, a produção da oleaginosa, também recorde, atingirá 113,9 milhões de toneladas, 19,4% mais que no ciclo passado. Graças a esse salto, o grão tem puxado o aumento das exportações brasileiras do agronegócio.

Por Fernanda Pressinott, Kauanna Navarro, Camila Souza Ramos e Alessandra Saraiva | De São Paulo e do Rio

Fonte : Valor