MILHO – CRISE DO MILHO – Leilão de milho da Conab no dia 16 vai ofertar 150 mil toneladas

Pregão é destinado a produtores de aves, suínos e bovinos, cooperativas, indústria de insumos de ração, de ração animal e de alimentação. Preço de abertura será divulgado dois dias antes

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Conab vende 98,52% na primeira etapa do leilão de estoque de milho
Milho é destaque das exportações brasileiras em janeiro
Movimento de altas nos preços do milho perde força
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai vender em leilão 150 mil toneladas de milho dos estoques públicos, no próximo dia 16. O aviso foi divulgado nesta terça-feira, dia 2.

Esta é quase a mesma quantidade ofertada no primeiro leilão deste ano, na última segunda-feira (148 mil toneladas) – 85% foram comercializados. Este ano, no total, a Conab está autorizada a vender até 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos.

O leilão do próximo dia 16 se destina a produtores de aves, suínos e bovinos, cooperativas, indústria de insumos de ração, de ração animal e de alimentação a base de milho. O preço de abertura só será divulgado dois dias antes do pregão.

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, André Nassar, informou em nota, que o leilão de milho realizado na última segunda-feira, 1º, foi positivo. "Vendemos 85% do volume anunciado, o que é um índice muito bom", disse.

O preço negociado foi de R$ 0,38 o quilo (R$ 22,80 a saca). "Esse valor foi 9,2% superior ao preço de abertura. Sob este ponto vista, os pregões também foram bem sucedidos", afirmou.

Na primeira etapa do leilão, 98,52% do estoque foi vendido com ágio médio de 10,5%; na segunda etapa, foram arrematados 80%, com ágio médio de 16,05%. As duas operações somaram R$ 46,7 milhões.

O ministério explicou que, de acordo com a Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), o governo pode vender estoques públicos quando a cotação do produto no mercado está acima do Preço de Liberação de Estoque.

"É uma medida para ajudar na regulação do preço praticado no comércio", informou a pasta. A Conab está autorizada a vender 500 mil toneladas de milho.

Fonte : Canal Rural