Mercado brasileiro de orgânicos deve movimentar R$ 2,5 bilhões em 2015

O mercado de produtos orgânicos brasileiro vai na direção contrária a crise e deve crescer pelo quinto ano consecutivo. Para 2015, o faturamento do setor é estimado em R$ 2,5 bilhões. Nas últimas cinco temporadas, o lucro com produtos considerados saudáveis dobrou e atingiu a marca de US$35 bilhões.

“A estimativa é de que este mercado continue com o crescimento na ordem de 35 a 40% ao ano. O setor está em plena ascensão e deve permanecer assim no futuro”, avalia Ming Liu, Coordenador Executivo do Organics Brasil.

Em um ano de forte retração econômica para o Brasil, o mercado de orgânicos se manteve com resultado satisfatório. Para Liu, esse fato está relacionado com o consumidor, que mesmo reduzindo gastos, optou por pagar um preço elevado pelos orgânicos. “O consumidor busca por produtos que representam um investimento em qualidade de vida, e não apenas um simples bem de consumo. Essa percepção faz com que o setor mantenha o seu mercado”, afirma.

Na comparação com outros mercados, o Brasil ainda busca um espaço de destaque. Enquanto o faturamento nacional deve fechar o ano com R$ 2,5 bilhões, o mercado de orgânicos norte-americano apresenta faturamento anual de US$ 42 bilhões. Vale lembrar o processo de regulamentação dessa atividade foi implementado no Brasil em 2011.

Para o dirigente da Organics Brasil, questões logísticas ainda impedem um maior avanço do segmento. “O grande desafio do Brasil é como estruturar o processo produtivo e logístico às dimensões de nosso território, e passar a credibilidade ao consumidor final, educando e conscientizando de sua importância no consumo de orgânicos”, finaliza Ming.

Fonte: Universo Agro


Fonte: Famasul