.........

Menos papel: Sead vai implantar sistema eletrônico para processos

.........

Menos papel: Sead vai implantar sistema eletrônico para processos

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead) irá implementar, ainda neste ano, o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Com a ferramenta, todos os documentos e processos da instituição serão transferidos para um ambiente virtual.

Os primeiros passos para a implementação começaram nesta quarta-feira (15) com uma palestra de apresentação do novo sistema pelo assessor da Diretoria de Tecnologia (DTEC) da Presidência da República, Inálio de Sena Correa. Cerca de 150 servidores estiveram presentes no encontro e puderam tirar dúvidas sobre a plataforma. O mesmo evento também ocorre nesta quinta-feira (16), das 14h30 às 16h30, no auditório do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Segundo o chefe de gabinete da Sead, Nelson Andrade, além da redução de papel e transparência das informações, o SEI vai trazer outras grandes vantagens à instituição no sentido de facilitar, dinamizar e agilizar todos os serviços que estão ligados aos processos. “Nós teremos um controle maior e melhor de cada pasta, os servidores vão poder trabalhar simultaneamente com os documentos e ter o acesso facilitado por estar em um ambiente de rede. É certo que os riscos operacionais relacionados aos papeis – rasgar, amassar, perder – também vão acabar. É uma mudança cultural que traz um ganho muito grande para a instituição”, disse Nelson Andrade.

O coordenador do projeto de implantação do SEI na Sead, Rodrigo Albuquerque, completa que o sistema também otimizará a segurança e resolverá pequenos gargalos como a padronização de documentos. Para ele, os resultados diante da plataforma tendem a ser os melhores possíveis. “É um sistema novo, relativamente simples e que possui vários recursos e funcionalidades. Acredito que vai ser transformador para a Secretaria, em termos de ganho de produtividade, uma vez que os processos vão tramitar de forma mais ágil, mais segura, proporcionando trabalho conjunto e compartilhamento de informações. Sem contar a redução de papel e de custo que ele traz”, comentou.

Além desses benefícios, o SEI também numera automaticamente os documentos gerados, permite assinatura eletrônica/digital dos gestores, e uma vez dentro do diretório torna todo o conteúdo do processo pesquisável. Também é possível produzir relatórios e estatísticas pelo sistema.

A expectativa é de que o projeto piloto do SEI comece a funcionar na Sead em 120 dias. Até lá, os servidores serão capacitados por cursos presenciais e à distância. As inscrições para terceira turma do curso virtual Sistema Eletrônico de Informações – SEI! USAR, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) estão abertas até esta quinta-feira (16). Podem participar tanto servidores efetivos como terceirizados, desde que façam o cadastro pelo site da Enap.

A servidora Rafaela Mendes, da Coordenadoria Geral de Planejamento, Orçamento, Finanças e Contabilidade (CGPO) conta que está empolgada para que o sistema seja logo implantado. “Vai ser muito importante para nós, principalmente nessa área de pagamentos. Nós temos muitos processos e às vezes com fluxo demorado, já que ele tem que ir e voltar para vários setores. Vai agilizar bastante o trâmite, tornar mais fácil”, disse Rafaela.

Atualmente, 115 instituições já utilizam a plataforma: sendo que 65 estão em fase de implantação e outras 50 já trabalham com a ferramenta. O SEI é uma das três ações do Processo Eletrônico Nacional (PEN), coordenado pelo Ministério Planejamento (MP).

Ingrid Castilho
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação

Fonte : MDA