Mendes Ribeiro na SRB

Fonte: Avicultura Industrial

No  último dia 3 de outubro, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, participou, na sede da Sociedade Rural Brasileira, de um almoço com o presidente da entidade Cesário Ramalho da Silva e as principais lideranças do agronegócio nacional.

Na abertura do encontro, Cesário Ramalho enfatizou que a presença do ministro na “Casa da Agricultura Brasileira”, valoriza e apoia o setor que é formado pelo pequeno, médio e grande produtor. Destacou, também, que a presidente Dilma Rousseff tem feito um trabalho de sinergia que vai ao encontro das causas principais do agro brasileiro, a exemplo das novas medidas de apoio contidas no Plano Safra 2011/2012.

Em nome da agropecuária nacional, o presidente da Rural pediu a Mendes Ribeiro que olhasse com atenção para algumas questões que atrapalham o desenvolvimento e o crescimento do setor: “A aprovação do novo Código Florestal, no qual estamos trabalhando há quase dois anos e entendemos que deve ser aprovado o quanto antes. A regulamentação da venda de terras para estrangeiros, que está inibindo investimentos importantes para as florestas plantadas e as usinas de açúcar e álcool, por exemplo. Temos entendimento de que se a agricultura brasileira está no patamar de hoje, é devido também à presença do capital externo, que fez valer um fluxo de caixa nos negócios rurais, que levou renda ao campo”.

Encerrando seu discurso, o presidente da Rural pediu empenho ao Ministro Mendes Ribeiro para resolver essas pendências e para manter a segurança jurídica no campo.

Durante seu discurso, o Ministro da Agricultura salientou que não entende a razão de a agricultura não ter a importância da qual é digna no dia-a-dia dos brasileiros. E, esclareceu, que “se eu tenho alguma coisa que fazer na agricultura é emprestar minha experiência política para o reconhecimento do setor, o seu fortalecimento, para que as pessoas possam perceber que ao ajudarmos a agricultura, ela vai ajudar o Brasil”.

Sobre os pedidos do presidente da Rural, Mendes Ribeiro comentou que tem o novo Código Florestal como objetivo, bem como a definição da AGU em relação a terras para estrangeiros, mas ressaltou que são questões que precisam ser enfrentadas com cautela. “Temos de ter a sensibilidade política de conseguir fazer o diálogo que não tenha o sentido de que estamos falando alguma coisa contra a soberania nacional, o direito do cidadão. É preciso aprender a fazer o discurso. O diálogo fomenta as soluções. Não precisamos impor nada.”

Outra prioridade apontada por Mendes Ribeiro é a construção, junto de sua equipe, de um seguro de renda para os produtores.

O ministro destacou, ainda, a responsabilidade do Brasil em seguir apoiando cada vez mais os países vizinhos para tornar a América Latina um território seguro, livre de doenças como febre aftosa, peste suína clássica e influenza aviária, que colocam em risco a economia do continente e a saúde da população. “Queremos ser, até a metade de 2013, um país livre de aftosa, mas para isso há que se ter o comprometimento e a disposição dos estados e municípios, dos integrantes da cadeia, e a participação concreta da iniciativa privada”, disse.