.........

Mato Grosso do Sul antecipa fim do vazio sanitário para plantio da soja

.........

Objetivo é ajustar o calendário ao dos Estados de Mato Grosso, Paraná e São Paulo, afirmam entidades do setor

Cláudia Baartsch

Foto: Cláudia Baartsch / Agência RBS

Antecipação do manejo atende ao pedido da Famasul e Aprosoja/MS

Os produtores de soja de Mato Grosso do Sul estão liberados para o plantio do grão a partir do dia 15 de setembro. O fim do vazio sanitário, período que proíbe o cultivo da soja, foi antecipado pelo governo estadual, que atendeu ao pedido da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e da Associação dos Produtores de Soja do Estado (Aprosoja/MS). A medida visa ajustar o calendário seguido pelos Estados vizinhos deMato Grosso, Paraná e São Paulo.
A alteração do prazo foi publicada no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul nesta quinta, dia 12. O novo texto da Lei nº 4.218 estabelece o vazio sanitário vegetal para cultura da soja no período de 15 de junho a 15 de setembro. A medida, adotada no Brasil desde 2006, objetiva prevenir e controlar a ferrugem asiática, principal problema para perdas de soja no país. No total, 11 Estados adotam o manejo, que tem período diferenciado em algumas regiões.
De acordo com o assessor técnico da Famasul, Lucas Galvan, o pedido de mudança no prazo foi feito em função do início da safra nos outros Estados, o que aumentava o risco de a doença chegar em Mato Grosso do Sul. Para Galvan, a mudança também beneficia o produtor, já que permite iniciar o plantio da soja em setembro, período que tem se mostrado favorável para a germinação das sementes.

Fonte: Ruralbr COM INFORMAÇÕES DA FAMASUL