.........

Marina Silva quer coletar um milhão de assinaturas para barrar Código Florestal

.........

Ex-ministra quer organizar pressão popular para que os senadores mudem o projeto

Fonte: Globo Rural Online

por Agência Brasil

José Cruz/ABr
Abaixo-assinado quer barrar a aprovação do texto do novo Código Florestal se não forem feitas alterações

Foi lançada, nesta terça-feira (07/06), uma campanha que pretende coletar um milhão de assinaturas contrárias ao texto do novo Código Florestal. A ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, apresentou o abaixo-assinado durante reunião do Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável.
Segundo a ex-ministra, o esforço de coletar um milhão de assinaturas contra o código e de organizar manifestações públicas será fundamental para dar respaldo àqueles que decidirão sobre a forma como o novo código será aprovado. “Devemos fazer um esforço para dar sustentabilidade política aos senadores para que mudem o projeto”, enfatizou Marina. “E se não der, vamos dar sustentabilidade política para que a presidenta Dilma o vete”.
“Estamos em algo semelhante ao movimento Diretas Jáporque trata-se de decidir o que fazer com a democracia. Temos de avançar e não retroceder nas conquistas que já tivemos”, avaliou Marina Silva. Ela ressaltou que o Código Florestal não trata de uma questão puramente ambiental. â€œÉ o encontro da economia com ecologia”, disse a ex-ministra, pouco antes de classificar a Semana do Meio Ambiente como “uma das mais tristes da história”.
Integraram o Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), a Associação Brasileira de Imprensa e a SOS Amazônia.