.........

Mais um passo para a mudança da Ceagesp

.........

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, e o prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, assinaram ontem, em Brasília, um termo de cooperação para tornar viável a mudança de localização do entreposto da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). A intenção da prefeitura é liberar a área ocupada pela estatal para outras finalidades. O governo federal, que controla a Ceagesp, estudará os possíveis locais que poderão abrigar o entreposto, que recebe cerca de 50 mil pessoas e 14 mil veículos pesados por dia e movimenta 280 mil toneladas de frutas, verduras, legumes, flores e pescados por mês.

Segundo a ministra, o acordo vai permitir, por meio de licitação pública, a construção de uma nova sede para a Ceagesp. O processo licitatório ainda não tem data definida. "Estamos celebrando uma interlocução com o governo federal para que a Ceagesp tenha uma nova casa e libere uma importante área urbana", afirmou Haddad. "A Ceagesp, onde está, é o obstáculo que impede o retorno do desenvolvimento ao centro da cidade; mas sua mudança vai reequilibrar as oportunidades de emprego e moradia para o local".

Referindo-se a esse projeto como "o maior empreendimento urbanístico que a capital terá pela frente", o prefeito explicou que, para liberar a atual área para a ocupação de moradias, por exemplo, é preciso que a Câmara Municipal aprove uma alteração na legislação. "Pretendemos aprovar a Lei de Uso e Ocupação do Solo até o fim do ano, mas tenho conhecimento de pelo menos dois grupos interessados em participar das licitações para construção da nova sede". Segundo ele, a obra deverá durar menos de dois anos e a ideia é que a área de 700 metros quadrados que abriga a Ceagesp, na zona oeste da capital, se valorize.

Fonte: Valor | Por Cristiano Zaia | De Brasília