.........

JBS contrata ex-diretor do USDA para comandar área de segurança alimentar

.........

AP

A partir do Colorado, Alfred Almanza também vai liderar área de qualidade

Com a imagem arranhada após a Operação Carne Fraca e sobretudo em razão da delação premiada dos irmãos Batista, a JBS anunciou ontem a criação do cargo de diretor global de Segurança Alimentar e de Garantia da Qualidade.

Para a função, a companhia contratou o executivo americano Alfred Almanza, que foi secretário de segurança alimentar do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) entre 2014 e 2016. Segundo a JBS, Almanza iniciou sua carreira como inspetor de segurança alimentar no Texas. O executivo passou quase 40 anos no USDA.

Em fato relevante divulgado ontem, a JBS destacou que Almanza é globalmente reconhecido no desenvolvimento dos padrões sanitários que regulam o acesso aos mercados internacionais de carnes.

Almanza é a segunda autoridade americana que a JBS atrai para seus quadros. No início do ano, o ex-presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, foi indicado para o conselho de administração da JBS Foods Internacional, subsidiária que abriria o capital nos EUA antes das delações virem a público.

Na JBS, o diretor global de segurança alimentar se reportará ao vice-presidente de operações da empresa, Gilberto Tomazoni. Almanza dará experiente em Greeley, no Estado americano do Colorado. É lá que fica a sede da JBS nos EUA.

No Brasil, Almanza deverá ter os maiores desafios. Conforme o Valor informou, o sistema de inspeção sanitária brasileiro está em reconstrução para responder às críticas dos importadores após a Carne Fraca. A própria delação dos executivos da JBS, que revelaram o pagamento de ‘mensalinhos’ a título de hora extra para os auditores fiscais agropecuários, também expôs as fragilidades da defesa agropecuária no Brasil.

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor