.........

JBS contrata Enéas Pestana, ex-Pão de Açúcar

.........

A JBS deu ontem mais um passo para reorganizar sua estrutura de gestão. A partir de agora, a empresa terá quatro plataformas regionais: América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia/Pacífico. Com as mudanças, a JBS também fez contratações. Enéas Pestana, ex-CEO do Pão de Açúcar, comandará as operações da companhia na América do Sul.

Além da regionalização operacional, a JBS anunciou a criação da diretoria de estratégia de desenvolvimento corporativo. A função, de âmbito global, será exercida pelo canadense Russ Colaco. Antes de ingressar na JBS, Colaco foi diretor da divisão de banco de investimentos do Morgan Stanley.

As alterações anunciadas ontem pela JBS se somam à criação, em setembro do ano passado, de outros cargos de nível global, as presidências de operações e da marketing e inovação. O pano de fundo para essas mudanças é a estrutura cada vez mais internacionalizada da JBS, disse o CEO global da empresa, Wesley Batista.

"Está em linha com a estratégia de ampliar nossa presença nos mercados onde já estamos e suportar a internacionalização que a companhia teve", afirmou o empresário em teleconferência com jornalistas.

As plataformas regionais criadas pela JBS dão maior autonomia aos negócios, disse ele. Apesar da maior autonomia, Batista negou que a regionalização vise a abertura de capital das subsidiárias da JBS. "Não está no radar", assegurou, ressalvando que um IPO pode ser tornar uma possibilidade no futuro. "[Mas] agora não temos nenhuma intenção", disse Batista.

De acordo com o CEO, a contratação de Enéas Pestana, que já era conselheiro da subsidiária JBS Foods, não significa o interesse da JBS em expandir sua atuação no varejo. Atualmente, a companhia desenvolve um projeto-piloto no Brasil com as lojas "Swift", uma espécie de boutique de carne. "O Enéas não veio por causa disso".

A intenção da JBS é aproveitar a experiência de Pestana nos próprios negócios da empresa de alimentos. "Quem estava do outro lado do balcão, tem experiência de como um fornecedor pode melhorar o serviço", disse.

Pestana, que também participou da teleconferência, afirmou que terá dedicação integral à JBS. A nova função, ressaltou, está completamente desvinculada de sua consultoria. "O contrato da consultoria com a JBS já foi distratado. Minha chegada é um trabalho pessoal", acrescentou.

Questionado na teleconferência, Wesley Batista negou a notícia de que a J&F Investimentos, holding de sua família que controla a JBS, teria interesse na aquisição da Natura e do Grupo Pão de Açúcar. "Não tem nenhum sentido". Segundo o empresário, essas aquisições sequer foram cogitadas. "Aquela notícia é completamente infundada", disse.

Mais cedo ontem, o presidente da J&F, Joesley Batista, também havia negado interesse nas aquisições. "Ainda nem terminamos a aquisição da Alpargatas para tratar de outro negócio", disse ao Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. (Colaborou Adriana Mattos)

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor