.........

JBS ampliará abates em frigorífico de MT

.........

Os sinais de recuperação do negócio de carne bovina da JBS no Brasil, a mais afetada pela delação premiada dos irmãos Batista, seguem em curso. Em nota divulgada ontem, a empresa anunciou que vai dar início ao segundo turno de abates em sua planta em Barra do Garça, Mato Grosso.

Ao todo, cerca de 400 funcionários serão contratados. Segundo a JBS, a ampliação do turno elevará a capacidade dessa planta em 50%.

A empresa não informou qual é essa capacidade, mas em geral a relação entre a capacidade de abate e o número de funcionários é de um para um. Se for assim, o aumento da capacidade de abates da unidade seria de 400 bovinos por dia.

Segundo o presidente da divisão carnes da JBS, Renato Costa, a demanda da Ásia ajuda a explicar a ampliação da unidade. A demanda externa é uma das apostas da JBS neste ano. A empresa estima que as exportações de carne bovina a partir do Brasil crescerão 30% em 2018.

"O incremento na produção é possível em função da otimização da capacidade instalada da unidade, que passa a operar com mais um turno, ampliando sua produção para atendimento a mercados muito relevantes, como os países asiáticos", afirmou Costa, em nota.

Em recente entrevista ao Valor, o executivo afirmou que a JBS já está abatendo cerca de 30 mil bovinos por dia, retomando os níveis anteriores à Operação Carne Fraca.

Ao longo de 2017, a JBS teve de reduzir os abates devido a diversos embargos internacionais que o Brasil sofreu em função da Carne Fraca em março. A partir de maio, a delação impediu a retomada da JBS na medida em que muitos pecuaristas não queriam vender bois à empresa. Com isso, a JBS perdeu participação nos mercados interno e externo. Agora, tenta retomar o espaço perdido.

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor